Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/05/2015 08:04

TCE/MS analisa 69 processos e determina devolução de R$ 75 mil

Dourados News

A 1ª Câmara do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul (TCE/MS) analisou nesta terça-feira (12/05) um total de 66 processos e determinou a devolução aos cofres públicos municipais de R$ 74.450,55, além da aplicação de multas no montante de 2.594 Uferms, equivalente a R$ 55.174,38. Os conselheiros Ronaldo Chadid, Jerson Domingos e Leandro Lobo Ribeiro Pimentel (substituto) julgaram ainda nove processos irregulares, com acompanhamento do procurador de Contas,

O conselheiro Ronaldo Chadid analisou 44 processos sendo que a principal irregularidade encontrada foi com relação ao processo TC/19097/2013, julgado irregular a execução financeira do Termo de Contrato nº 112/2013, celebrado entre o Município de Miranda/MS e a empresa Leonel & Camilo Ltda.-ME, visando à contratação de empresa para prestação de serviços com manutenção e reforma de máquinas pertencentes à frota oficial do Município, no valor global de R$ 73.782,00.

Neste processo foi determinada a impugnação do valor de R$ 73.782,00 pela ausência da prestação de contas do Contrato Administrativo nº 112/2013, responsabilizando a ordenadora de despesas, a prefeita Marlene de Matos Bossay, pelo ressarcimento do valor impugnado aos cofres públicos de Miranda/MS, devidamente atualizado, acrescido dos juros legais, além de multa no valor de 733 Uferms.

Com relação ao processo TC/56543/2011, referente à aquisição de gêneros alimentícios para um período estimado em 04 meses para a merenda das escolas municipais, o conselheiro Chadid constatou como irregularidade grave o pagamento de R$ 668,55 por produtos não entregues. “Este fato causou prejuízo ao erário, devendo o Ordenador de Despesas, o ex-prefeito de Coronel Sapucaia, Rudi Paetzold, ressarcir a quantia devidamente atualizada aos cofres do Município”, concluiu o conselheiro. O ex-prefeito recebeu ainda multa de 100 Uferms.

O conselheiro Jerson Domingos por sua vez analisou 13 processos, julgando 04 deles irregulares, e aplicou multas no valor equivalente a 366 Uferms. O maior valor de multas aplicadas foi de 230 Uferms ao ex-presidente da Câmara Municipal de Sidrolância à época, Jean Cezar França de Nazareth, referente ao contrato firmado com a empresa J.P.M. Consultoria Contábil Ltda, tendo por objeto a prestação de serviços técnicos de assessoria e consultoria nas áreas orçamentária, financeira, patrimonial, licitações e contratos.

Deste total de multas, 30 UFERMS são referentes à remessa fora do prazo de documentos de apresentação obrigatória ao Tribunal de Contas e 200 Uferms face à assinatura intempestiva do 1º Termo Aditivo. O conselheiro registrou ainda recomendação ao atual Presidente da Câmara Municipal de Sidrolândia para que “observe com maior rigor o cumprimento dos prazos estabelecidos na legislação vigente, a fim de evitar que ocorram futuramente as mesmas impropriedades”.

O conselheiro-substituto Leandro Lobo Ribeiro Pimentel, analisou 10 processos, julgando 02 deles irregulares, com aplicação de multas no valor equivalente a 195 Uferms. Foi considerado irregular o processo TC/74676/2011, relativo à prestação de contas do Contrato nº 56/2011, celebrado entre o Município de Anastácio e a empresa Ronaldo Angelo Ribeiro & Cia Ltda para a realização de serviços fúnebres, com aplicação de multa de 64 Uferms

O processo TC/55475/2011, referente à prestação de contas do Contrato nº 25/2011, celebrado entre o Município de Miranda e a empresa Camerson Benites Cardoso, para fornecimento de gêneros alimentícios não perecíveis e perecíveis foi considero irregular e aplicada multa de 50 Uferms ao ex-prefeito de Miranda, Neder Afonso da Costa Vedovato e ainda multa de 50 Uferms à prefeita de Miranda, Marlene de Matos Bossay, pelo desatendimento ao objeto da intimação feito à ela.

Após publicação no Diário Oficial Eletrônico do TCE/MS, os gestores dos respectivos órgãos jurisdicionados poderão entrar com recurso ordinário e/ou pedido de revisão, conforme os casos apontados nos processos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)