Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/04/2008 14:00

TCE reivindica contratações temporárias por dois anos

Ângela Kempfer - Campo Grande News

O Tribunal de Contas do Estado tenta segurar servidores que deveriam ser exonerados por determinação do Supremo Tribunal Federal, que considerou ilegal a contração de 145 pessoas em 2004. O TCE enviou hoje à Assembléia Legislativa proposta de decreto que autoriza contratações temporárias.

Vence neste mês o prazo para os funcionários sejam demitidos, em cumprimento a determinação do STF. A principal justificativa do pedido de autorização é que a saída simultânea dos servidores prejudicaria a continuidade do funcionamento do TCE.

O projeto apresentado ao Legislativo não detalha a forma como a seleção será feita, mas anuncia processo simplificado, com contratação pelo período de dois anos, podendo ser prorrogado por mais um ano.Essas contratações representam cerca de 15% do quadro de servidores do Tribunal de Contas.

Motivos - Em 2007 foi publicado acórdão de decisão do STF que considerou inconstitucional a lei 193, de 1998, aprovada pela Assembléia Legislativa do Estado, que possibilitou a contratação de 145 pessoas sem a realização de concurso público.

Todos são comissionados, mas ocupam cargos técnicos e que não poderiam ser preenchidos sem concurso, como auxiliares, secretários, assistentes, motoristas e vigilantes. A ação corria desde abril de 2006 e foi movida pela Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), à pedido da secção regional.

Ao questionar a lei, a Ordem argumentou que a Constituição Federal, no inciso V do artigo 37, estabelece que os cargos comissionados devem se destinar somente às funções de direção, chefia e assessoramento

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)