Cassilândia, Segunda-feira, 23 de Outubro de 2017

Últimas Notícias

03/08/2006 08:26

STF suspende lei distrital sobre conta telefônica no DF

STF

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou procedente, por maioria, o pedido de medida cautelar na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3322, ajuizada pelo governador do Distrito Federal contra norma editada pela Câmara Legislativa. A Lei Distrital 3.426/04 obriga as empresas concessionárias de telefonia fixa a individualizarem, na fatura emitida ao consumidor, cada ligação local efetuada.

De acordo com a ação, a lei estabeleceu que as empresas de telefonia fixa devem informar, na fatura de cobrança, a data, o horário e a duração da ligação, o número do telefone chamado e o valor cobrado. Além disso, obriga as empresas a destacarem, na fatura, a quantidade de pulsos registrados no mês e a média dos últimos seis meses.

A maioria dos ministros acompanhou o voto do relator, ministro Cezar Peluso, pela concessão da liminar para suspender a eficácia da norma. Em seu voto, proferido no dia 3 de novembro de 2004, Peluso afirmou que legislar sobre os serviços de telecomunicações é atribuição exclusiva da União. "Embora a União possa, mediante lei complementar, autorizar os Estados a legislar sobre questões específicas dessa matéria, não o fez até hoje", disse o relator.

Peluso ressaltou que, por ofensa aparente aos artigos 22, inciso IV, e 21, inciso XI, da Constituição Federal, todos os dispositivos da lei em discussão são inconstitucionais. "Houve ingerência na regulamentação da exploração de serviços de competência da União", esclareceu o ministro.

No julgamento de hoje, o ministro Carlos Ayres Britto abriu a divergência, argumentando que “parece lógico que os Estados e o Distrito Federal, bem podem normar sobre serviços de telecomunicações sem que isso se confunda com legislar sobre o núcleo da matéria telecomunicações”.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 22 de Outubro de 2017
Sábado, 21 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Sexta, 20 de Outubro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)