Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

12/09/2007 16:17

STF mantém deputados em sessão de Calheiros

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou nesta quarta-feira o mandado de segurança do advogado-geral do Senado contra a decisão do ministro do Supremo Ricardo Lewandowski, que autorizou a presença de 13 deputados no julgamento do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

A decisão que permite os deputados no Plenário foi mantida pelo Supremo por seis votos a quatro. Carlos Alberto Menezes Direito, Joaquim Barbosa, Antonio Cezar Peluso e Gilmar Mendes foram contrários a liminar de Lewandowski.

O pedido foi ajuizado pelos deputados federais Raul Jungmann (PPS-PE); Fernando Gabeira (PV-RJ); Chico Alencar (Psol-RJ); Carlos Sampaio (PSDB-SP); Luiza Erundina (PSB-SP); Raul Henry (PMDB-PE); Paulo Renato Souza (PSDB-SP); Luciana Genro (Psol-RS); José Carlos Aleluia (Democratas-BA); Alexandre Silveira (PPS-MG); Fernando Coruja (PPS-SC); Gustavo Fruet (PSDB-PR); José Aníbal (PSDB-SP).

O deputado Raul Jungmann (PPS-PE) comemorou o resultado. Para ele a justiça foi feita, já que todos os parlamentares são cidadãos e têm o direito de saber o que acontece. "A Justiça decidiu pela República e pelo interesse público. Recebo a notícia com grande alívio e com a certeza que se fez justiça. A justiça respira, vive", afirmou o deputado.

Calheiros é suspeito de usar o lobista Cláudio Gontijo, da empreiteira Mendes Júnior, para pagar contas pessoais. O presidente do Senado ainda responde a mais dois processos no Conselho de Ética. Um que investiga se ele usou a máquina pública para beneficiar a empresa de bebidas Schincariol e outro se ele usou laranjas para comprar veículos de comunicação em Alagoas.

Redação Terra

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)