Cassilândia, Quinta-feira, 02 de Abril de 2020

Últimas Notícias

16/02/2020 16:00

SES reúne profissionais para discutir combate a dengue, sarampo e coronavírus

Governo de MS

Equipes do Sistema Único de Saúde (SUS) disseminando a informação correta para otimizar a decisão oportuna no momento de enfrentar doenças como a dengue, influenza (gripe), coronavírus, tuberculose, hanseníase, infecções sexualmente transmissíveis, entre outras. Esse é o propósito do Encontro Estadual de Vigilância em Saúde que acontece na próxima segunda e terça-feira (17 e 18/02) em Campo Grande, envolvendo 2,5 mil pessoas de todos os municípios do Estado.

“Ter compromisso e ética em saúde pública é a missão dos gestores e profissionais que trabalham no Sistema Único de Saúde (SUS). O Encontro vai fornecer ferramentas importantes e indispensáveis para o cumprimento desse papel”, sentencia o secretário estadual de Saúde Geraldo Resende.

O evento é uma realização do governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES) e Ministério da Saúde. Terá palestras, oficinas de treinamento e capacitação, minicursos e debates com especialistas e profissionais da área de saúde. O encontro acontecerá, simultaneamente, em cinco salas do Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo (Av. Waldir dos Santos Pereira, s/n – Parque dos Poderes, Campo Grande – MS).

Programação

“Panorama do Coronavírus (Papel da APS e Vigilância em saúde na prevenção de Doenças”) é o tema da palestra magna que será proferida por Júlio Croda, diretor do Departamento de Imunizações e Doenças Transmissíveis/SVS/MS, após a abertura do Encontro.

O Programa Nacional de Imunizações (PNI); Organização da Rede Frio no Estado do MS; Situação epidemiológica da influenza; Integração SPNI, e-SUS – AB; Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (Datasus; situação das coberturas vacinais no país, com enfoque em Mato Grosso do Sul), são alguns dos temas do primeiro dia.

Eventos de Massa; Vigilância Epidemiológica Hospitalar (Notificação, Vigilância de Óbito, Coleta de material – LACEN); Segurança do paciente (CVISA); Impactos da utilização dos agrotóxicos na saúde da população e dos trabalhadores; intoxicações exógenas: efeitos e sintomas na saúde; Identificação de acidentes com animais peçonhentos; Desafios no controle da raiva canina na fronteira; Situação da Raiva em Corumbá; Atendimento antirrábico; Leishmaniose visceral, diagnóstico e tratamento; Histórico da Febre Amarela e as primeiras epizzotias de Primatas Não-Humanos no mundo, entre outras, também compõem os temas abordados no dia 17.

Ainda na segunda-feira, serão debatidos: Panorama da Tuberculose em Campo Grande; Novo Protocolo de Teste Xpert Ultra; Ações Integradas de Vigilância das Arboviroses; e Cenários epidemiológicos e desafios também serão debatidos na segunda-feira.

No dia 18, o Encontro prossegue com debates sobre “Situação epidemiológica da Influenza e do Sarampo”; Apresentação da Plataforma SISS-Geo (PIBSS/FIOCRUZ); “Encontrando o seu registro via web”; “Eventos de massa”, “Vigilância Epidemiológica Hospitalar”, “Os impactos da utilização dos agrotóxicos na saúde da população e dos trabalhadores”; “Intoxicações Exógenas: efeitos e sintomas na saúde”, além de “Identificação de acidentes com animais peçonhentos” também vão compor o ciclo de palestras.

Equipamentos

O ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta estará presente no Encontro Estadual, sendo que às 10h00 do dia 17 fará a entrega de 52 Monitores Multiparamétricos e 28 Desfibriladores/Cardioversores à Secretaria Estadual de Saúde. Esses equipamentos, além de dezenas de caixas cirúrgicas, serão entregues pelo secretário estadual de Saúde Geraldo Resende a prefeitos e secretário municipais de Saúde de 57 cidades.

Ainda na segunda-feira acontecerá a assinatura do Termo de Cooperação entre Ministério da Saúde, Secretaria de Estado de Saúde e Secretaria de Saúde de Campo Grande no Projeto Wolbacchia, que terá sua biofábrica instalada na sede do LACEN (Laboratório Central) estadual. Também acontecerá a assinatura do Termo de adesão do município de Campo Grande ao projeto estadual e-Visita Endemias, com distribuição (simbólica) de cinco aparelhos celulares para o monitoramento dos criadouros de mosquitos, sendo que, no total, Campo Grande receberá 600 aparelhos.

Ricardo Minella – Secretaria de Estado de Saúde – SES

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 02 de Abril de 2020
10:00
Receita do Dia
Quarta, 01 de Abril de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)