Cassilândia, Quarta-feira, 26 de Julho de 2017

Últimas Notícias

16/07/2017 17:18

Servidor público é preso depois de vender terrenos da prefeitura

Midiamax

Ao vender um terreno da prefeitura de Paranaíba distante 407 quilômetros de Campo Grande, um servidor público lotado na câmara de vereadores da cidade acabou preso pela polícia da cidade depois que um comprador teria ido até a prefeitura para buscar informações sobre a regularização do terreno.

J. M. dos S., 54 anos, foi preso na última quinta-feira (13), quando a vítima moradora da cidade de Tanabi, em São Paulo, teria ido ao município e ao receber a informação de que o terreno que ela tinha comprado era da prefeitura marcou um encontro com J.

Quando se encontraram fingindo querer informações sobre a realização da compra, ele acabou preso pela polícia sendo levado para a delegacia. No veículo do servidor público, os policiais encontraram vários envelopes contendo documentos da prefeitura nitidamente falsificados.

A vítima disse que comprou o terreno do funcionário em 2015, e que na época deu para a irmã que mora no município o valor de R$ 5.700 para que fossem repassados a J.

De acordo com o site JP News, já em 2016 o suspeito teria cobrado o valor de R$ 700 para fazer a ligação de água no terreno adquirido pela vítima. A mulher e o marido ainda teriam ido por duas vezes com ele para ver o terreno comprado.

Já na última quinta-feira (13) ao sair de Tanabi para procurar por informações sobre o terreno foi informada de que os documentos eram falsos e que o terreno era do município. Em março deste ano, um funcionário da prefeitura da cidade fez um boletim de ocorrência pela venda de terrenos do município.

Os terrenos negociados tinham sido doados por um empresário ao município para a construção de uma área de lazer, uma praça. Um homem de 51 anos a época disse que teria comprado um terreno de um funcionário da prefeitura.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 26 de Julho de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 25 de Julho de 2017
10:00
Receita do dia
06:34
Cassilândia
Segunda, 24 de Julho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)