Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

09/09/2004 16:55

Sequenciamento do genoma do café facilita nova pesquisa

Maurício Cardoso/ABr

A análise dos dados gerados pelo sequenciamento do genoma do café pode acelerar em até 20 anos as pesquisas em melhoramento genético e estimular a identificação de cultivares mais produtivas, tolerantes à seca e resistentes ao ataque de pragas e doenças. Também será possível se obter cafés com aromas diferenciados, sabores e qualidades nutritivas e farmacêuticas, agregando valor à tradicional bebida.

Além disso, com o domínio da tecnologia genômica, a cafeicultura nacional poderá reduzir seus custos de produção, aumentar sua produtividade e elevar o valor do grão no mercado mundial, favorecendo as exportações do país.

O Brasil é o maior produtor e exportador de café, respondendo por mais de um terço da produção mundial e com uma exportação média 22 milhões de sacas. A área plantada ocupa hoje 2,7 milhões de hectares distribuídos em mais de dois mil municípios de 16 estados. Graças à tamanha diversidade de clima e solo, o país é capaz de produzir uma grande variedade de café e atender às diferentes exigências mundiais de preço, qualidade e paladar da bebida.

Produzido desde a época colonial, o café continua sendo um expressivo gerador de divisas, contribuindo com mais de 2% das exportações e pela geração de sete milhões de empregos em cerca de 300 mil propriedades cafeeiras. Sua receita anual é de aproximadamente US$ 4 bilhões, sendo que metade é proveniente das exportações.

Nos últimos anos, o Brasil duplicou sua produtividade média dos cafés arábica e robusta, as duas principais variedades cultivadas no mundo, e ingressou no seleto grupo de fornecedor de cafés finos e especiais. Calcula-se que já existam mais de 40 marcas de cafés especiais à venda no país e este mercado ainda tem muito o que crescer.

O consumo mundial de café tem crescido a uma taxa de 1,5% ao ano, enquanto que nos cafés especiais e orgânicos o aumento tem sido da ordem de 15% ao ano. Os cafés mais finos apresentam um sabor adocicado, permitindo que sejam bebidos sem a adição de açúcar, e não podem conter grãos verdes, pretos ou ardidos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)