Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

29/05/2007 19:37

Senador do PDT defende afastamento de Renan Calheiros

Marcos Chagas/ABr

Brasília - O senador Jefferson Péres (PDT-AM) defendeu hoje (29) o afastamento temporário, por três meses, do presidente do Se3nado, Renan Calheiros, para evitar qualquer suspeita de interferência na apuração pelo Conselho de Ética das denúncias de que teria contas pessoais pagas por um funcionário da empreiteira Mendes Júnior.

"Mesmo que não haja no Regimento Interno a figura da licença do presidente da Casa, então que ele pedisse como senador para que não fique a suspeita, amanhã, de ter influenciado a investigação", defendeu.

O pedetista disse que o pedido de afastamento evitaria "constrangimentos" à Casa e "deixaria todos os senadores à vontade". De acordo com o senador, existem "lacunas" na defesa de Renan Calheiros apresentada ontem (28) em plenário, para rebater as denúncias publicadas pela revista Veja. Entre elas, citou a escolha de um funcionário da Mendes Júnior, Cláudio Gontijo, para efetuar o pagamento de despesas que eram de caráter pessoal.

A medida não é compartilhada por outros senadores. O corregedor-geral do Senado, Romeu Tuma (DEM-SP), disse que “é uma questão muito pessoal do presidente (Renan Calheiros). Ele não fugirá da necessidade da oitiva, da investigação. Ele mesmo pediu, no início do depoimento, que quer toda a investigação a respeito".

O líder do PSB, Renato Casagrande (ES), considera que cabe a quem fez as acusações a Calheiros apresentar as provas. Neste caso, segundo Casagrande, à revista Veja e à jornalista Mônica Veloso, que recebe uma pensão para a filha de um relacionamento com o senador alagoano. "O presidente Renan Calheiros apresentou as comprovações de seus rendimentos", afirmou.

A líder do bloco governista (PT-PSB-PCdoB-PR-PTB), Ideli Salvati, concorda com o senador Casagrande. Segundo ela, não foi apresentada qualquer prova das acusações feitas contra o presidente do Senado. As mesmas argumentações foram feitas pelos líderes do PSDB, Arthur Virgílio Neto (AM), e do DEM, José Agripino Maia.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)