Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/11/2004 13:16

Seminário discute radiação de telefones e computadores

Agência Câmara

Não há evidência científica de que as radiações eletromagnéticas, emitidas pela televisão, telefonia celular, emissoras de rádio e pelas telas de computador, prejudiquem a saúde das pessoas (Síndrome da Hipersensitividade Eletromagnética). A informação foi divulgada pela Organização Mundial de Saúde, na quinta-feira passada, após dois seminários realizados entre os dias 25 e 28 de outubro, nas cidades de Praga, na República Tcheca, e Genebra, na Suíça. Os principais sintomas da síndrome são caracterizados por dor de cabeça, fadiga, stress, distúrbios do sono, problemas da pele como sensações de ardência e assaduras, e dores musculares, entre outros.
A Câmara dos Deputados esteve representada nos dois encontros pelos deputados Rafael Guerra (PSDB-MG), presidente da Frente Parlamentar da Saúde e eintegrante da Comissão de Seguridade Social e Família, e Júlio Semeghini (PSDB-SP), integrante da Comissão de Ciência e Tecnologia.

Pesquisas
Rafael Guerra disse que a Organização Mundial de Saúde vem pesquisando o assunto há muitos anos. "Hoje, nossa sociedade vive num emaranhado de radiações eletromagnéticas. Isso não deixa de ser uma preocupação da Organização Mundial de Saúde que vem, há muitos anos, pesquisando o assunto, principalmente, com o aumento da telefonia celular; averiguando a possibilidade de algum efeito nocivo à saúde. Tanto das torres de celular, quanto dos aparelhos de telefone e de outras radiações que estão no meio ambiente".
O deputado explicou que os estudos feitos da Organização Mundial de Saúde ateé agora mostram que as radiações eletromagnéticas não afetam as pessoas. "É um encontro que não deixa de nos tranquilizar. Não há nenhuma evidência de que essas radiações possam estar levando a problemas na gravidez, no desenvolvimento das crianças, à formação de tumores de câncer ou de leucemias. Não há nenhuma evidência científica comprovando esse possível efeito".

Hipersensibilidade
Ele explicou, porém, que algumas pessoas podem ter uma hipersensibilidade à radiação e que isso pode afetar, por exemplo, alguém que fique o dia todo à frente de um monitor de computador. Segundo Rafael Guerra, as radiações podem provocar, nesses casos, irritação na pele. Os casos diagnosticados, segundo ele, no entanto, são muito raros, disse o deputado.
Rafael Guerra informou também que a Organização Mundial de Saúde apresentará, nos próximos quinze dias, normas de padronização das torres de telefonia celular para evitar qualquer possibilidade de dano à saúde de moradores vizinhos por radiação.



Reportagem - Allan Pimentel
Edição – Paulo Cesar Santos

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)