Cassilândia, Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

06/10/2015 18:00

Sem justificativa, postos aproveitam reajuste da gasolina e sobem o etanol

Midiamax

 

O reajuste no preço da gasolina, anunciado pela Petrobras no último dia 29, também refletiu no valor do litro do etanol nos postos de combustível de Campo Grande. O aumento não tem um fator determinante, como explicou o Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência de Mato Grosso do Sul), sendo motivado, única e exclusivamente pelo mercado.

De acordo com o Sindicato, quando se tem reajuste significativo no preço do diesel, pode também ocorrer aumento no valor do álcool e da gasolina, porque é o combustível usado no transporte, portanto, podendo refletir no valor do frete dos demais. Mas a elevação no preço da gasolina não interfere em nada no preço do etanol. Isso é determinado pela oscilação de mercado.

Nos postos de Campo Grande, o que se viu foi um aumento de pelo menos R$ 0,15 entre o dia 1º e 5 de outubro. Na semana passada uma reportagem do Jornal Midiamax fez uma pesquisa nos postos da cidade, e o valor mais barato encontrado foi de R$ 1,99. Nesta segunda-feira, o menor preço foi de R$ 2,14, em dois postos da Avenida Fernando Corrêa da Costa.

Na entrada da cidade, na Avenida Marechal Teodoro, os valores variaram entre R$ 2,15 no Posto Fic, no trevo Ibirussu, e R$ 2,35 nos postos de bandeira BR. A gasolina variou entre R$ 3,25 no primeiro e R$ 3,38 nos demais.

Na Avenida Bandeirantes, para surpresa da população, a média de preço ficou entre R$ 2,39 e R$ 2,49, ou seja, o preço está mais elevado em há maior concorrência. A gasolina ficou na casa dos R$ 3,39 na avenida.

Já a região central, na Avenida Fernando Corrêa, os valores estão em promoção, sendo comercializado a R$ 2,14 o etanol e a 3,19 a gasolina aditivada no primeiro, e R$ 3,09 a comum no segundo. Os dois são os que oferecem o melhor valor nos 10 postos pesquisados. Os frentistas explicaram que mudança aconteceu no final de semana, devido a determinação da distribuidora.

Questionados sobre os reajuste no preço do álcool, eles explicaram que é “normal”. “Toda vez que tem aumento de preço na gasolina, o etanol sobe também. É padrão”, disse a frentista que preferiu não se identificar.

Já o gerente do posto que fica no cruzamento da Avenida Afonso Pena com a Rua 14 de Julho, comentou que o preço subiu por determinação da distribuidora. “Ficou mais caro para a gente comprar, então tem que ficar mais caro para vender também”, explicou Militão. No local, até sexta-feira (2), o etanol estava sendo comercializado a R$ 2,09. Hoje o valor está em R$ 2,25, na promoção.

Reajustes

No dia 29 de setembro a Petrobras anunciou o reajuste de 6% para a gasolina e 4% para o diesel. É o terceiro aumento no preço do combustível em 10 meses. O primeiro foi no dia 6 de novembro de 2014 quando a empresa reajuste em 3% o preço da gasolina e 5% o diesel. O segundo ocorreu em janeiro deste ano quando o ministro da fazenda, Joaquim Levy, anunciou o retorno da Cide (Contribuição Sobre Intervenção no Domínio Econômico), tributo regulador do preço de combustíveis, zerada desde 2012 e do PIS/Cofins sobre a gasolina.

Em julho deste ano, poucos meses após o segundo aumento, houve uma redução no preço do combustível. Na ocasião, o Sinpetro justificou que se tratava de promoções realizadas pelos donos de postos a fim de manter a clientela.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 22 de Fevereiro de 2017
Terça, 21 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Segunda, 20 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)