Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

15/03/2005 13:53

Seca: Costa Rica deve ser o 10º a decretar emergência

Fernanda Mathias / Campo Grande News

O município de Costa Rica, localizado a 330 quilômetros de Campo Grande, deverá ser o décimo a decretar situação de emergência. Ontem, às 19h30, na Escola Joaquim Faustino Rosa, houve reunião com participação de mais de 70 pessoas, entre produtores rurais, técnicos agrícolas, Sindicato Rural, Prefeitura, Câmara de Vereadores, Cooperativa de Produtores de Leite, Engenheiros agrônomos, comerciantes, pecuaristas e órgãos estaduais para reavaliar índices de percas no município e encaminhar dossiês ao Poder Executivo, solicitando decretar situação de emergência devido às perdas nas lavouras.
A principal fonte econômica do município, a agricultura com 136 mil hectares de lavouras plantadas nesta safra apresentam quebra recorde de 15% na cultura do Milho e do Algodão; 70% na cultura do Arroz e 40% na cultura da soja. Na primeira avaliação feita o milho tinha quebra de 5%, o Algodão 15%, o arroz 50% e a soja 30%. O milho saltou de 5 para 15%; o arroz de 40 para 70% e a soja, saiu de 30 para o índice de 40% de perca nas lavouras.
Costa Rica plantou 95 mil hectares de soja; 23 mil hectares de algodão; 15 mil hectares de milho e três mil hectares de arroz. A produtividade estimada da safra seria de 475 mil e 800 toneladas de grãos. Com a estiagem prolongada por mais de 35 dias em determinadas regiões os transtornos já são imediatos e a economia do município sofrerá impactos futuros.
Foram mostradas imagens da calamidade em 10 propriedades rurais costa-riquenses. Muitos ficaram espantados com o que viram. Além de problemas nas lavouras, foram apresentados dois novos: – a situação dos produtores de leite com a seca e a dos mini e pequenos produtores rurais com Pronaf de até R$ 6 mil utilizados para custear a cultura do arroz que, em algumas regiões, apresentam percas de 90% da área plantada.
Segundo a prefeitura local, o prefeito Waldeli dos Santos Rosa (PMDB) está estudando os últimos detalhes de cada dossiê apresentado para comunicar oficialmente a ocorrência da rota da seca à Defesa Civil do Estado e à Secretaria de Defesa Civil em Brasília (DF), para em seguida, decretar Situação de emergência ou de estado de calamidade pública, anexando o Avadan (Avaliação de Danos) com mapas e croquis das áreas afetadas.
Já decretaram situação de emergência Ponta Porã, Dourados, Eldorado, Paranhos, Caarapó, Amambaí, Maracaju, Vicentina e ontem Japorã anunciou que o fará.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)