Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

19/06/2007 10:42

Se MS rever status, outros 11 Estados voltam a exportar

Fernanda Mathias e Aline dos Santos/Campo Grande News

A retomada do status sanitário de Mato Grosso do Sul, perdido em outubro de 2005 com os focos de febre aftosa em Eldorado, Mundo Novo e Japorã, gera expectativa para outros 11 estados, que poderão voltar a exportar normalmente, caso a OIE (Organização Nacional de Saúde Animal) dê uma reposta positiva em setembro. A informação é do secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, Inácio Afonso Kroetz. Ele está hoje em Campo Grande onde participa de reuniões de apoio e ajustes do Mapa (Ministério da Agricultura, Abastecimento e Pecuária) no combate à aftosa.

Caso a reunião extraordinária da OIE de setembro resulte no restabelecimento do status de área livre de febre aftosa com vacinação, para Mato Grosso do Sul, automaticamente também terão as exportações normalizadas os estados do Paraná, São Paulo, Mato Grosso, Tocantins, Goiás, Mina Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Sergipe e Distrito Federal. A retomada do status excluiria os três municípios que tiveram focos da doença e que integram a chamada zona de “alta vigilâncias”, que está sendo implantada. Este regime diferenciado não tem prazo para ser concluído.

Dentre as medidas diferenciadas haverá mais rigor na permissão de saída de bovinos e produtos de origem animal, a carne só poderá sair carne desossada e maturada, o leite pasteurizado e os bovinos terão de receber identificações individuais. Além disso, a propriedade terá de estar georreferenciada. Sobre a longa agonia vivida pelo Estado, Kroetz disse que o tempo para retomada do status é variável em decorrência da continuidade da circulação viral, apontada no último laudo, divulgado em janeiro.

O superintendente federal de Agricultura, Orlando Baez, lembrou que a etapa de vacinação foi concluída e na sexta-feira teve início de abate de mais 20 mil animais, que termina semana que vem. São bovinos de 150 propriedades, de um total de 1,2 mil propriedades com 110 mil animais nas três cidades.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)