Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/01/2012 15:57

Saúde orienta famílias sobre prevenção contra a dengue

Notícias MS | Aline Lira

Chuva, sol, férias e imóveis fechados pode ser a combinação perfeita para a proliferação do mosquito da dengue, o Aedes aegypti. Preocupada com isso a Secretaria de Estado de Saúde (SES) orienta a população, em especial as famílias que sairão de viagem, a tomar medidas eficazes para evitar o acúmulo de água em recipientes abertos, criadouro em potencial para o pernilongo transmissor da doença.

“Janeiro é um mês de grande umidade. Chove e vem o sol forte, e tudo isso é ideal para o mosquito da dengue, daí a importância das pessoas não se descuidarem de suas residências, evitando o acúmulo de água em recipientes abertos”, explica a diretora de Gerência de Vigilância em Saúde da SES, Bernadete Lewandowski.

Pratinhos de vasos de plantas, garrafas, caixas d’ águas destampadas e piscinas são alguns dos inúmeros locais que podem se tornar “berçário” para o pernilongo. A orientação dada pela SES às famílias antes de viajar é que façam uma revisão em nas casas e nos quintais, eliminando qualquer tipo de ambiente que possa contribuir com a doença. As piscinas, por exemplo, devem ser tampadas com algum tipo de cobertura que evite o acúmulo de água.

“Uma alternativa interessante para as famílias é entrar em contato com a Secretaria de Saúde do município onde mora antes de viajar, solicitando uma vistoria na residência”, informa a diretora de Gerência de Vigilância em Saúde.

Em Campo Grande, os interessados na visita domiciliar devem entrar em contato com a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) pelo telefone (67) 3314 3000. Vale lembrar que as vistorias nas casas podem ser feitas desde que agendada com antecedência. Confira as dicas para combater a dengue.

Medidas_contra_dengue.doc

Ações Públicas

De acordo com o Ministério da Saúde, graças às ações de combate a dengue em conjunto com a sociedade houve uma diminuição considerável de casos registrados em todo o País. Das cinco regiões, a Centro-Oeste foi a que apresentou maior redução, 77%. Foram 211.695 casos em 2010, contra 48.524 em 2011.

Em Mato Grosso do Sul foram notificados 15.021 casos, sendo confirmado o óbito de quatro pessoas. Para que a doença seja cada vez mais controlada a SES intensifica os trabalhos nesse período de janeiro com capacitações de profissionais que dão os primeiros socorros aos pacientes com suspeitas da doença.

A capacitação de assistência como é chamada pela SES é um dos trabalhos que vem sendo executados. A primeira foi realizada na Capital na manhã desta quarta-feira (11), no prédio da Secretaria.

O curso, com 15 minutos de duração, consiste em oferecer aos médicos e enfermeiros as medidas de diagnósticos rápidas de dengue que devem ser feitas nos pacientes com suspeita da doença. A ideia é que cada pessoa receba o tratamento adequado conforme o seu estado de saúde e o tipo de dengue apresentada, sorotipo I e II. O I é o mais comum, já o II, também conhecido como hemorrágica, é o mais grave.

Dourados, Três Lagoas e Corumbá serão os próximos municípios a receberem as capacitações de assistência. Os participantes do curso terão a missão de capacitar outros profissionais, atuantes nos postos de saúde.

Além disso, a SES também encaminha para os municípios do Estado os produtos de combate ao mosquito: inseticidas, bombas costais e o material de proteção individual (EPI) - roupas e máscaras usadas no trabalho de pulverização.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)