Cassilândia, Terça-feira, 22 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

26/08/2009 18:40

Sarney diz que seu cartão é "branco da paz"

Luciana Lima, Agência Brasil

Brasília - Depois de um início de semana agitado, com cartão vermelho, bate-boca entre senadores e nenhuma discussão de matérias, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), presidiu hoje (26) uma sessão no plenário bem mais calma.

Antes de começar a ordem do dia, chegou a fazer referência ao cartão vermelho que recebeu ontem (25), simbolicamente, do senador Eduardo Suplicy (PT-SP). “Meu cartão é o cartão branco. É o cartão da paz”, disse Sarney, ao responder um questionamento do senador Demóstenes Torres (DEM-GO).

A atitude do senador Suplicy de empunhar um cartão vermelho, pedindo que o presidente Sarney deixasse cargo, teve repercussão bem humorada na reunião da Comissão de Ciência e Tecnologia, pela manhã.

Durante a discussão sobre o projeto de reforma política, o presidente da comissão, Flexa Ribeiro (PSDB-PA), usou do mesmo expediente para tentar acelerar a fala do petista, conhecido pelos longos discursos. “Senador Suplicy, acelere a sua fala, se não teremos que dar cartão vermelho para o senhor nesta comissão”, disse.

Na reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), na qual os senadores aprovaram o projeto que proíbe a gratificação por participação em comissões para funcionários do Senado, a provocação teve início com o senador Wellington Salgado (PMDB-MG) que, ao interromper uma fala de Suplicy, ouviu do petista. “Permita que eu possa esclarecer”. Salgado imediatamente respondeu: “Claro senador, desde que o senhor não me dê cartão vermelho, eu permito”.

O petista ainda retrucou: “Com alegria senador”, e prosseguiu a falar sobre a proposta, até ser interrompido pelo senador Demóstenes Torres, que presidia a reunião. “Se alguém quiser um cartão vermelho aqui tem. Mandaram de presente”, disse empunhando também um cartão vermelho.

A discussão da matéria prosseguiu entremeada por informações sobre as regras para o uso dos cartões no esporte. A senadora tucana Marisa Serrano (MS) ofereceu as cores de sua legenda: "Pode ser cartão azul ou amarelo". Suplicy não perdeu a oportunidade e comentou: “Me informaram que cartão azul em alguns jogos é suspensão ainda mais longa, por isso, cartão azul para o senador Wellington Santos”, disse Suplicy. O comentário de Demóstenes encerrou a discussão: “Daqui a pouco teremos aqui o cartão rosa”.

O clima de hoje no Senado contrasta com a tensão provocada pelo petista Eduardo Suplicy, ao discursar, ontem, da tribuna do plenário, empunhando um cartão vermelho para Sarney, que não estava presente. Aos gritos Suplicy citou o desgaste sofrido pelo Senado diante das denúncias de corrupção que foram aquivadas pelo Conselho de Ética.


A atitude de Suplicy em pelnário deu início a um bate-boca com o sendor Heráclito Fortes (DEM-PI), que sugeriu ao petista que apresentasse o cartão ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a quem considera responsável pela crise na Casa. “Lula invadiu o campo do Senado e deu cartão amarelo para o líder do seu partido”, disse Heráclito ao se referir ao senador Aloizio Mercadante (PT-SP), que chegou a anunciar, na semana passada, que iria entregar a liderança, mas voltou atrás.







Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Agosto de 2017
Domingo, 20 de Agosto de 2017
10:00
Receita do dia
09:50
Três Lagoas
Sábado, 19 de Agosto de 2017
20:38
Para o fim de semana
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)