Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Maio de 2018

Últimas Notícias

22/12/2012 14:35

Saques na Argentina podem ter motivação política

Pedro Peduzz*i, Agência Brasil

Brasília – Grande número de lojas de diferentes províncias [estados] da Argentina foram saqueadas desde a última quinta-feira (20). De acordo com agências de notícias, o vandalismo deixou dois mortos e mais de cem feridos. Autoridades ligadas à presidenta Cristina Kirchner e os sindicatos que fazem oposição ao governo se acusaram mutuamente pelos saques.

Em Rio Negro, além de saquearem mercados e destruírem lojas, os manifestantes ergueram barricadas nas ruas e enfrentaram forças de segurança com pedras e paus. Em Rosário, autoridades locais informam que dois assassinatos foram cometidos em meio a saques. Além de alimentos, foram roubados eletrodomésticos dos supermercados.

Governo e líderes sindicais trocam acusações pela organização dos saques. O chefe da Casa Civil da Presidência da Argentina, Abal Medina, disse que setores do sindicalismo, opositores ao governo, estão por trás das ações, e que elas são \\\"isoladas e organizadas\\\". Entre os responsáveis pelos saques estão sindicalistas que apoiaram o panelaço do dia 8 de novembro e lideraram uma greve geral em 20 de novembro, além de uma manifestação na quarta-feira (19) em Buenos Aires.

Em entrevista à agência de notícias inglesa BBC, o analista político Rosendo Fraga, do Centro de Estudos Nova Maioria, disse que a Argentina vive \\\"uma crise mais política do que econômica\\\". Ela envolve questões locais, como o conflito entre o governo e o Grupo Clarín de comunicação e as disputas do governo com a Justiça. Outra área de atrito é a decisão da oposição de se unir contra a ideia de reforma da Constituição, a fim de impedir espaço à segunda reeleição Cristina Kirchner.

De acordo com a agência de notícias argentina Telam, organizações de direitos humanos têm manifestado repúdio aos ataques ocorridos em supermercados, e pedem que a Justiça encontre os responsáveis “ideológicos e materiais” dos ataques.

A agência argentina informou que uma declaração das Mães e Avós da Praça de Maio associa os saques ao objetivo “de levar o país de volta à Argentina a que não queremos voltar\\\", e que tais eventos “não parecem espontâneos, mas organizados sugestivamente”. O grupo reúne parentes de presos e desaparecidos durante a ditadura argentina.

A Telam informa que o ministro da Segurança e da Justiça de Buenos Aires, Ricardo Casal, disse que os saques em supermercados “são claramente organizados e premeditados, inclusive por meio de redes sociais”.

O governador da província de Río Negro, Alberto Weretilnek, disse que os saques não estão ligados à questão social. \\\"Quebrar vitrines para roubar uma televisão é [algo feito] por outros motivos\\\", afirmou.

Na sexta-feira (21), o governo enviou 400 policiais a Bariloche. O prefeito Omar Goye disse que a cidade vive “um problema social que tem muitos anos\\\". A crise foi agravada pelos efeitos das cinzas de um vulcão que entrou em erupção no ano passado.

* Com informações das agência de notícias BBC Brasil e Telam

Edição: Beto Coura

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Maio de 2018
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Sábado, 19 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)