Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

08/04/2012 07:03

Resumo da semana da novela Vidas em Jogo

segunda-feira, 02 de abril – Rita percebe uma estranha movimentação. Ela se aproxima lentamente de Firmina, que se assusta ao vê-la. A dançarina convence a catadora a se afastar um pouco para que possam conversar mais reservadamente. O promotor monitora tudo ao lado de Patrícia. Rita tenta convencer Firmina de que ela não estava no cativeiro. Ela decide contar toda sua história para comover a mulher. Zeca diz a um colega de cela que Rita vai tirá-lo da cadeia. A dançarina oferece dinheiro para a catadora de lixo, que não aceita. O promotor pede que Firmina faça com que Rita confesse seus erros. A mulher fica tensa e olha para alguns carros que estão parados por ali. Rita percebe e pergunta se ela está gravando a conversa. O promotor pede que todos os seus homens fiquem atentos porque Rita já descobriu tudo. A dançarina corre o mais rápido possível. Patrícia sai do carro e consegue alcançá-la. Marialice chora muito durante o enterro de Jorge. Margarida pede a ajuda de Francisco para marcar outra reunião com a turma do bolão. Mesmo a contragosto, ele afirma que vai tentar. Rita tenta fugir, mas Patrícia não permite. A mãe de Miguel tenta tirar algumas fotos de Rita vestida como catadora de lixo para mostrar tudo a Francisco. A bolsa de Patrícia cai no chão e alguns de seus pertences se espalham. O promotor e alguns homens chegam para separar as duas. Eles ajudam Patrícia a catar tudo do chão e a levam, enquanto Rita chora de raiva. Ela percebe que a carteira de Patrícia deixada no chão e decide pegar com um saco plástico para não deixar suas digitais. Carlos chega ao enterro, acompanhado por Grace. Ele vai tirar satisfações com Margarida, que sabia de tudo sobre os planos de Lucas. Ela tenta se justificar, mas o milionário não se convence. Os integrantes do bolão se aproximam, mas também não oferecem apoio a Margarida. Ela começa a chorar e Valdisnei decide levá-la. Rita entrega a carteira de Rita para Franco. Ela pede que o objeto seja deixado ao lado do corpo de Firmina. Ernesto pensa em Jaqueline e fica emocionado. Ele decide entrar em contato com uma agência de viagens para saber o preço da passagem para Buenos Aires. Rita chega ao enterro, ainda vestida como catadora de lixo. Ela diz que se disfarçou para encontrar Firmina, mas se faz de vítima. Rita mente que encontrou Patrícia e o promotor conversando com a mulher no local. Francisco acredita que a mãe de seu filho está subornando Firmina. Welligton liga para Cacau e conta que está perdendo na luta contra as drogas. Depois de lamentar por tudo, ele chora e desliga o telefone. Patrícia aparece no enterro. Francisco se irrita e tenta expulsá-la. Antes que a situação piore, Adalberto leva Patrícia para fora do local. Um homem armado vai até a casa de Firmina, mas não a encontra. Ele confere a carteira de Patrícia em seu bolso e fica por ali. Marialice desmaia quando o caixão de Jorge é levado. Rita fica sabendo que a casa de Firmina está desprotegida e decide ligar para Patrícia. Ela exige que as duas se encontrem com Firmina, caso contrário, Miguel poderá sofrer as consequências. Sem saída, Patrícia aceita. Firmina é baleada pelo homem que a aguardava em sua casa. Ele deixa a carteira de Patrícia perto do corpo. Marizete encontra em seu quarto o colar que havia desaparecido. Ela exige que Marta fale a verdade, mas José assume o roubo. Patrícia fica chocada ao ver o corpo de Firmina.

terça-feira, 03 de abril – curiosas, algumas pessoas se aproximam do corpo de Firmina. Patrícia se diz inocente, mas todos a olham acusatoriamente. Ela decide correr e vai para seu carro. Chorando, ela liga para o promotor e conta que a catadora de lixo foi morta. Franco liga para Rita e conta que Firmina foi eliminada. Ele cobra seu pagamento. Policiais se aproximam do corpo da catadora de lixo. Eles encontram a carteira de Patrícia que foi deixada no local. Dila diz a Regina que vai apoiá-la durante sua fuga. Policiais vão até a casa de Patrícia para levá-la na delegacia. Ela resiste à prisão e acaba sendo algemada. Miguel chora bastante. Dila e Lucia temem pelo plano de fuga de Regina, mas afirmam que já é tarde para desistir. Guilherme diz a Francisco que Patrícia foi presa sob a acusação de assassinato. Rita tenta envenená-lo contra a ex-namorada. Nelize, Edmundo e Marcolino se sentem incomodados. O milionário decide buscar Miguel. Lucia e Dila tentam evitar, mas Francisco leva o filho da casa de Patrícia. Rita liga para Zeca, o presidiário, e conta que Firmina foi morta. Regina e Patrícia ficam na mesma cela. A jovem conta que caiu em uma armadilha de Rita e chora nos braços da mãe. Nelize fica tensa ao ver Miguel nos braços de Rita. Ela convence a dançarina de que precisa colocar a criança no berço e Francisco concorda. Adalberto se irrita ao ouvir de Zizi que Patrícia matou Firmina. Ele grita, perguntando se existem provas e todos estranham. Juliana chora ao descobrir que sua amiga está na delegacia. Raimundo a conforta e os dois acabam se beijando. Patrícia fica arrasada ao imaginar que Miguel pode estar nos braços de Rita. Regina diz à filha que vai fugir durante a madrugada e a chama para acompanhá-la.

quarta-feira, 04 de abril – Patrícia se nega a acompanhar Regina durante a fuga. Dila se disfarça e entra na delegacia acompanhada por um homem. Ela arma um escândalo e atrai a atenção dos policiais, que são obrigados a segurá-la. Sete homens entram na delegacia, armados, e rendem todos os policiais. Alguns deles vão em direção a cela de Regina. Emocionada, Patrícia diz que não vai fugir. Antes que Regina vá embora, as duas se abraçam. Na porta da delegacia, Regina fica paralisada e pede que todos esperem. Ela volta para a cela e diz a Patrícia que nunca vai abandoná-la. As duas se abraçam chorando bastante. Exausto, Carlos circula pela cracolândia. Levando uma foto de Welligton, ele pergunta às pessoas se alguém viu o filho adotivo. Rita entra no quarto de Miguel e o observa dormindo. Muito séria, ela estica as mãos em direção ao bebê bem lentamente. Quando está bem próxima, Miguel acorda chorando e Francisco entra no quarto. Ele percebe que o filho está com fome e também precisa trocar as fraldas. O milionário sai para buscar a mamadeira e deixa Miguel sozinho com Rita. Atraída pelo choro, Nelize entra no quarto. Ela é firme e pede que a dançarina desça para ajudar Francisco. Quando fica sozinha, a mãe adotiva de Edmundo e Marcolino diz ao bebê que vai protegê-lo. Raimundo acompanha Juliana em mais uma visita a clínica em que Lucas está internado. Francisco fica sabendo o que aconteceu na delegacia e não entende por que Regina desistiu da fuga. Ao descobrir que seus irmãos foram visitar Patrícia, ele decide ir até a delegacia para repreendê-los. Francisco adentra a sala em que Edmundo e Marcolino conversam com Patrícia. Furioso, ele começa a acusar a filha de Regina e exige que seus irmãos vão embora. Os dois se negam a acompanhá-lo. Irritado, ele sai batendo a porta. Adalberto discute com Rita e a culpa pela morte de Firmina. Ele afirma que é mais esperto do que parece e a dançarina fica com medo. Ela chora, mas Adalberto não se comove. Depois que Adalberto vai embora, ela desfaz o choro e diz a si mesma que o ex-mecânico não deve possuir prova alguma. Falsa, ela começa a chorar novamente e liga para Zizi. Rita afirma que foi acusada injustamente pelo próprio pai. Depois de uma conversa rápida, ela desliga o telefone. Irritada, Zizi diz a Guilherme que essa foi a gota d’água. Raimundo e Juliana visitam Lucas novamente. Perturbado, ele afirma que precisa sair para capturar Carlos e Regina. Lucas se descontrola e Juliana acaba deixando seu celular cair em cima da cama. Raimundo ajuda a contê-lo e decide ir embora com a jovem.

quinta-feira, 05 de abril – Raimundo e Juliana ficam surpresos ao ver Andrea no quarto de Lucas no manicômio. Os três vão conversar fora da sala e ela afirma que se fingiu de morta para conseguir pegar o Cleber mais fácil. Juliana xinga Andrea, Raimundo a questiona e afirma que ela é a assassina. Andrea pede calma, e diz que eles estão entendendo tudo errado. Andrea não aguenta as acusações e sai correndo para fora do manicômio. Juliana e Raimundo vão atrás dela. Andrea entra no táxi e Raimundo e Juliana iniciam uma perseguição atrás de Andrea. Eles vão por uma estrada deserta, e os dois conversam no carro. Juliana pergunta a Raimundo como ela conseguiu fazer aquilo com Lucas. Raimundo pergunta a ela se realmente Juliana acredita nisso e diz que está na cara que Andrea é o palhaço! Andrea fica desesperada e diz que eles não podem lhe pegar. A perseguição fica mais intensa e Andrea corre para que eles não a peguem. Raimundo diz que o palhaço apenas apareceu após que Andrea morreu. Ela matou Augusta, matou Jorge, e agora se prepara para matar mais alguém. Raimundo e Juliana passam em um farol vermelho e quase batem o carro. Andrea continua fugindo no carro e eles continuam atrás. Juliana consegue conversar com Andrea e pede para ela encostar. Eles conseguem encostá-la em um canto e Raimundo a ameaça e diz que ela é o palhaço assassino. Andrea diz que pode explicar. Raimundo diz que é ótimo ela ter uma explicação muito boa. Andrea vai até o apartamento de Lucas e diz que só se fingiu de morta para tentar matar o Cleber, diz que precisava se afastar de Lucas, Raimundo diz que a Andrea meteu o Lucas dentro de uma camisa de força. Andrea diz que , além disso, todos estavam correndo risco. Pergunta a Raimundo se ela compra a diginidade dela com 100 milhões? Juliana diz que não acredita que ela seja assassina mas o que ela fez com Lucas ela diz que isso é crime. As duas começam a discutir. Andrea diz que aproveitou o acidente e disse que seria assim mais fácil fazer com que Lucas o esquecesse e diz que tudo o que ele fez é amor. Juliana e Raimundo dizem que não acreditam em uma palavra do que e decidem chamar a polícia. Andrea reluta, e pede que eles chamem o pessoal do bolão lá na casa dele. Adalberto continua defendendo Patrícia para Roseli e Severino. Ele diz que é só uma questão de justiça. Ele diz que não acredita que a Patrícia possa ter cometido esse assassinato e diz que a história está muito mal contada. Severino diz que ele não consegue enganar a eles. Enquanto isso, Zizi e Guilherme chegam ao Cantinho do Severino e diz chama ele de verme e diz que ele feriu Rita e pergunta como ele pode fazer isso à própria filha. Adalberto diz que a Rita não é quem eles pensam. Zizi ameaça matar Adalberto. Ele diz que tem razões para dizer que Rita sequestrou Patrícia e fez coisa muito pior. Zizi o ameaça com uma faca e o questiona sobre o presídio. A Rita, se realmente tiver culpa no cartório, ela tem que estar lá. Zizi diz que Adalberto está mancomunado com Regina. Adalberto diz a ela que algum dia ela vai saber quem realmente é a Rita, e que teme por que ela sofra muito. Zizi insiste na história de Regina. Adalberto diz que só fez um trato com ela para salvar as duas da cadeia. Zizi ofende Adalberto, larga a faca e diz que Adalberto é uma decepção. Todos ficam de cara, Severino, Valdisnei e Roseli questionam e ele diz a verdade: acredita que seja feita a justiça. Francisco e Rita estão conversando. E ela diz que a culpa de Marcolino e Edmundo terem ido na prisão visitar patrícia é da Nelise. E que ele ama demais os dois, mas que Patrícia envenenou os dois. Rita pede calma, e diz que mais cedo ou mais tarde eles vão perceber a insjuiçã que eles estão fazendo com ela. Ela cojita a separação dos irmãos. Os dois se acariciam e Francisco diz que ama muito e admira demais a Rita pela força que ela tem, pela disposição que ela tem que nunca acaba. Ela diz que o ama demais também, mais do que a própria vida. O celular de Francisco toca. É Raimundo, ele chama Francisco e os outros para uma reunião. Francisco estranha, mas aceita a reunião. Raimundo desliga. O tempo passa, todos do bolão estão no apartamento de Lucas. Andrea pede perdão, Margarida a acusa e Francisco a defende. Carlos também. Severino diz que sabe tudo o que Andrea passou, mas que forjar a própria morte é muito suspeito. Carlos a defende, mas diz que agora todos podem ser suspeitos. Todos acusam Andrea de ser a assassina do bolão. Severino diz que não se surpreende mais, e que o sofrimento endurece o coração da gente. Margarida e Andrea brigam. Francisco diz que não tem nada a ver com tudo isso. Margarida aproveita a chance para dizer que ela merece uma segunda chance. Andrea afirma sua inocência. Rita é acusada por Nelise, Edmundo e Marcolino. Nelise diz que é impossível respeitar uma assassina, Rita diz que não vai embora e que não vai embora e que a Patrícia vai continuar na cadeia e ela vai continuar livre. Patrícia e Regina se despedem. Regina será transferida da delegacia para o presídio. As duas choram muito e Patrícia diz que é diferente de Regina, que não é como ela e que busca o caminho certo, a verdade, a justiça e quer ter caráter sempre não só quadno é conveniente. Eu quero um mundo melhor para o Miguel. Regina diz que só foi isso que ela sempre quis para ela e sua irmã. Patrícia diz que o mundo não é perfeito e diz que as coisas tem que ser como são. Regina diz que a ama muito e as duas choram muito. Patrícia diz que a ama muito também a pesar de tudo e diz que ela será para sempre a sua mãe. As duas se abraçam muito forte e a carceireira pede para ir. O julgamento de Rita e Patrícia acontece. Vinícius, Francisco, Marialice e Zizi assistem e comentam o que está acontecendo. Juliana, Lucia e Nelise comentam a pena que sentem de Patrícia. Adalberto diz que Patrícia tem que ter muita força. Rita se exalta. O promotor pede que ela saia. Patricia diz que quer dizer tudo nos olhos da Rita. Ernesto e Divina conversam sobre o sequestro. Ernesto lembra do momento em que Francisco pediu para ele gravar uma confissão de Ivan na cadeia e ele descobriu. E diz que Ivan deu para falar muito mal de Rita no final, quando estava no presídio. Ernesto lembra da conversa e conta a Divina. Ivan diz que não vai matar ele por que vai continuar vivo. Ele pede para apagar o papo sobre o Cleber, e ai ele disse que agora ele iria perguntar sobre a Rita. Ivan confessa que foi a Rita que mandou para sequestrar a Patrícia. Divina diz que ainda bem que Ernesto não foi testemunhar. Os dois saem para trabalhar. Promotor pergunta a Patrícia se ela acredita que Rita realmente agiu por paixão. Patrícia afirma que sim. Os promotores continuam a questioná-las. Ela diz que não matou a Dona Firmina. Ela conta que Rita a ligou e disse tudo o que sabe. Andrea visita Regina na cadeia. As duas conversam e se provocam. Regina tenta dizer que não teve escolha. Ela conta a ela que fez o que fez por que o Cleber iria matar suas filhas. Andrea diz que não foi só ter sabotado o táxi, foi ter mentido para ela. Regina se faz de vítima e Andrea vai para cima dela e uma carceireira a protege. Regina diz que a entende e diz a ela que está feliz que ela esteja viva. Andrea diz que as grades da prisão a impedem de se vingar de Regina. Guilherme pergunta a Patrícia se Cleber ajudou a incriminar Rita. Patricia diz que sim, mas se defende e diz que não teve nada a ver com isso. Juiz dá continuidade ao julgamento. Patrícia diz que sente ciúme sim, e Guilherme pergunta por que ela mudou o seu depoimento. Patricia diz que escutou a voz de Rita sim, e que recuou por que não tinha provas, e por que sua mãe errou muito ao tentar provar que Rita era assassina. E que ela queria muito reconquistar a amizade do pai do filho dela. Patrícia diz que está falando a verdade. Patrícia diz toda a verdade. E que cometeu muitos erros, mas que o filho dela é o maior acerto. A Rita já a ameçou várias vezes. Todos ficam exaltados no tribunal. O juiz pede ordem. Patricia é tida como inocente e diz que Patrícia pode voltar para a carceragem e Rita é dada como inocente. Ernesto vai buscar o exame de DNA e tem certeza de que Jaqueline é sua filha. Ernesto pega o exame e abre com vontade. O julgamento de Rita continua. Ele chama José Carlos da Silva Pereira. Guilherme tenta deferir, mas não é aceito. Todos ficam confusos. Rita fica apavorada. Adalberto reconhece o Zeca. Juiz pede a todos silêncio e faz a testemunha jurar por falar a verdade. O juiz pergunta a ele se conhece alguém na sala e ele mente dizendo que não. O juiz coloca algumas gravações de Rita conversando com ele. Adalberto se mostra satisfeito. Rita fica preocupada e todos surpresos. Francisco se levanta e o juiz ameaça ele pela prisão. Guilherme tenta defender Rita. Adalberto é quem está por trás das armações. O promotor de Patrícia diz que a situação de Zeca estará muito complicada. Zeca responde que matou Ivan a mando de Rita. Ele diz que Ivan estava na sala ao lado. Ela quis eliminar Ivan por que ele queria entregar ela por causa do sequestro. Rita prometeu ao Zeca que se ela tirasse ele daquele lugar.

sexta-feira, 06 de abril – Ernesto fica triste ao saber que Jaqueline não é a sua filha. Divina almoça com Severinio, Daniel e Jacqueline e diz se sentir orgulhosa pelo filho ter sido escolhido para jogar na Europa. Rita participa do julgamento e é acusada de estar envolvida com a morte de Firmina e Ivan. O promotor a acusa de ter mandado Zeca assassinar Ivan na cadeia. Rita se defende, dizendo que é trabalhadora e honesta. Ela aproveita para dizer que Adalberto a colocou para fora aos 18 anos de idade, acusando-a de ser uma prostituta. O promotor diz que ela não cometeu os crimes por dinheiro, mas por um prêmio de carne e osso: Francisco. Rita acusa o pai de ser o assassino do bolão. Francisco diz não saber mais em quem acreditar. A prisão preventiva de Rita é decretada e Zizi fica arrasada. Francisco pergunta a Rita se ela é culpada. A dançarina fica em silencia, sem conseguir responder. Adalberto revela que já sabia que Rita era a mandante do sequestro de Patrícia. Zizi prefere não acreditar, enquanto Nelize volta a acusar Rita. Juliana comemora o resultado do julgamento. A sós, Francisco questiona Rita sobre o sequestro e os assassinatos. Ela assume a autoria dos crimes, mas afirma que fez tudo por amor a Francisco e vingança contra Regina. Francisco dá um abraço de despedida em Rita. Em casa, ele diz a Nelize que foi muito injusto com Patrícia. Patrícia chega a casa de Francisco e é recebida com um forte por Nelize, Edmundo e Marcolino. Patrícia encontra segura Miguel em seu colo e afirma que só conseguiu superar tudo por causa do filho. Nelize chama Francisco de filho e o aconselha a conversar com Patrícia. Patrícia agradece o apoio de Nelize, Marcolino e Edmundo. Nelize diz que abriu uma poupança para Marcolino, Edmundo e Miguel com o dinheiro que Jorge deu para ela afastar seus filhos de Francisco. Francisco pede desculpas a Patrícia, que diz: “Amar é não ter que pedir perdão”. Ela afirma que Francisco nunca a amou, apenas gostou muito dela. Patrícia diz que está na hora de Francisco tirar o peso do mundo de suas costas e ser feliz. Ela alerta Francisco sobre as possíveis madrastas que ele pode escolher para Miguel. O rapaz faz o mesmo. Regina comemora a prisão de Rita. Ernesto chega ao restaurante e encontra Divina e sua família. Arrasado, ele chora diante de Jaqueline, que pergunta o que aconteceu. Zizi diz que não vai abandonar sua filha na cadeia, mas afirma que não tem como arrumar desculpar para o que Rita fez. Severino diz que vai ao cinema e seus filhos estranha a saída repentina do pai. Margarida se despede de Valdisnei, alegando que precisa ir à farmácia. Um policial liga para Carlos e diz que encontrou Welligton. O ex-policial se dirige ao local. Francisco diz que perdeu a Patrícia para sempre por causa de Rita. Ele acusa a dançarina de ser uma assassina. O assassino do bolão telefona para Francisco e marca um encontro no antigo estúdio de Jorge. As condições? O milionário deve ir sozinho. Divina descobre que Ernesto fez o exame de DNA. Carlos encontra Welligton. O ex-policial leva sua caixinha de ferro, grande segredo, para Welligton abrir. Adalberto e um companheiro misterioso vigiam Francisco, enquanto o milionário entra no estúdio. O palhaço fica frente a frente com Francisco e revela a sua identidade.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)