Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

22/12/2004 09:25

Rebanho onde há suspeita de aftosa tem gado paraguaio

Fernanda Mathias / Campo Grande News

A maior parte do gado que compõe o rebanho da fazenda de Paranhos, a 470 quilômetros de Campo Grande, onde foi constatada suspeita de febre aftosa, é do Paraguai, segundo o secretário de Produção e Turismo, Dagoberto Nogueira Filho.
Ele diz, porém, que a confirmação da origem dos animais que apresentaram a suspeita da doença só será feita depois que o serviço de inteligência fizer esse trabalho. A fazenda, afirma o secretário, está localizada bem na divisa com o País vizinho, onde há pouco meses também foi lançada a suspeita de febre aftosa, negada pelas autoridades sanitárias paraguaias. Naquela ocasião, o Paraguai argumentou que a doença que acometeu o rebanho foi a IBR, a rinotraqueíte, cujos sintomas se assemelham. Porém não foi apresentado laudo negativo para febre aftosa. Ainda assim o governo brasileiro desenvolveu na fronteira a chamada Operação Boiadeiro, com presença do Exército para inibir a entrada de animais contrabandeados. Na semana passada a Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e VegetaL) anunciou a continuidade das ações com o Exército na fronteira e hoje Dagoberto admitiu publicamente a suspeita de aftosa em Paranhos. A região sempre foi problemática e escritórios chegaram a ficar vazios devido à insegurança vivida pelos médicos veterinários, conforme mostraram reportagens do Campo Grande News. Um dos chefes de escritório de Paranhos chegou a ter a casa metralhada, provavelmente por contrabandistas, no fim do ano passado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)