Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

21/06/2012 07:59

Queda em preço faz produtor segurar safra de milho

Leandro J. Nascimento, Agrodebate

Alta oferta de milho ocasionada pelos anúncios de uma supersafra repercutiu no mercado em Mato Grosso. Em um ano o preço do cereal recuou 27%. Fechou a primeira quinzena de junho cotado em R$ 14,07 a saca contra R$ 19,25 em 2011. Com a previsão de colher acima de 13 milhões de toneladas, produtores decidiram segurar a comercialização do produto, a espera de melhores preços.

Cleber Noronha, analista de mercado do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), destaca que na comparação com a última semana, os negócios com o milho evoluíram na ordem de um ponto percentual, frente ao preço médio apresentado atualmente de R$ 14,50/saca.

No entanto, quando comparado este mês com o igual período da última safra, a comercialização tornou-se 7,5 pontos percentuais inferiores. Em junho de 2011 as vendas atingiam 62,4% da produção. Neste são 56%.

\"A colheita agora está engrenando e chegou a 4,5%. Mas a comercialização não mudou tanto. O milho decaiu com essa média ponderada e desceu a comercialização\", frisa o especialista.

O analista de mercado pondera ainda que desde os primeiros anúncios de se colher a maior safra da história na unidade federada, os preços reagiram de maneira imediata.

\"Houve uma reação instantânea. Isso não agrada ao produtor a ponto de comercializar em grandes quantidades. Ele está esperando colher para tomar uma decisão mais para frente\", complementa Noronha.

O que pode estimular o produtor a negociar a safra é a baixa disponibilidade de milho voltado ao mercado externo.
Exportação

Noronha lembra que a exportação de milho no mês de maio atingiu um dos níveis mais baixos dos últimos dez anos, chegando a 77 toneladas. A expectativa é que se altere o quadro em função do início da colheita.

De acordo com o Imea, em maio os embarques do estado atingiram o 4º menor número em uma década, sendo apenas maior que junho de 2009 o mais baixo, com 4,8 toneladas exportadas; dezembro de 2004 com 47,3 toneladas e maio de 2001 com 71,5 toneladas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)