Cassilândia, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018

Últimas Notícias

12/05/2015 19:59

Proposta do governo prevê aumento a 10 mil dos 65 mil servidores

Aline dos Santos e Lidiane Kober, Campo Grande News

 

A nova rodada de reunião entre sindicalistas e o Governo do Estado terminou com impasse quanto ao aumento para o servidores e aceno de reajuste somente na PCI (Parcela Constitucional de Irredutibilidade), que contemplaria 10 mil dos 65 mil funcionários públicos.

De acordo com o presidente do Sinsap (Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária) e integrante do Fórum dos Servidores Públicos, André Luiz Garcia Santiago, a administração estadual expôs, nesta terça-feira (12), os cenários político, financeiro e jurídico. A reunião foi com os secretários de Governo, Eduardo Riedel; Administração, Carlos Alberto Assis; e representante da PGE (Procuradoria-Geral do Estado).

Enquanto o fórum, que representa 45 mil servidores, pede reajuste linear de 12%, o governo informa que o aumento foi antecipado e que não há capacidade financeira para novo reajuste. Portanto, segue a divergência. Parecer da PGE aponta que o aumento foi pago de forma antecipada no ano passado e os sindicatos apresentam parecer jurídico de que o reajuste escalonado, previsto em lei de 2013, foi somente para minimizar distorções salariais entre as classes.

Conforme Santiago, as novidades foram aceno de reajuste no PCI e prazo de 24 horas para divulgação de calendário de reunião por categoria, que tem pedidos diferentes ao governo. Quanto à PCI, de forma resumida, a parcela é paga quando lei altera o teto salarial de uma categoria. Se o teto cai, por exemplo, de R$ 8 mil para R$ 7 mil, mil reais é pago nessa parcela fora do salário, pois a Constituição proíbe redução salarial.

De acordo com o sindicalista, a parcela é paga somente a quem recebe subsídio. O governo não divulgou o índice de reajuste na PCI.

O Fórum dos Servidores Públicos tem representantes da Segurança Pública, Saúde e Educação. O grupo vai se reunir amanhã às 16h no Sindijus (Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário) e avalia fazer assembleia unificada com todas as categorias para discutir os rumos da negociação salarial.

Procurado pelo Campo Grande News, o secretário de Governo, Eduardo Riedel não atendeu as ligações e não as retornou até a publicação da reportagem. O titular da secretaria de Administração, Carlos Alberto Assis, estava em reunião no momento da ligação e prometeu retornar mais tarde.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 25 de Maio de 2018
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quarta, 23 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)