Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/04/2004 15:11

Projeto padroniza contribuição dos associados da OAB

OAB - MS

A Comissão de Finanças e Tributação está examinando o Projeto de Lei 3146/04, do deputado Antonio Carlos Mendes Thame (PSDB-SP), que fixa valores máximos para as contribuições dos associados da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A matéria aguarda a designação do relator na comissão.
Pela lei que regula o Estatuto da Advocacia e a OAB, compete à Ordem fixar e cobrar de seus inscritos contribuições, preços de serviços e multas. O pagamento da contribuição anual à
OAB isenta os inscritos nos seus quadros do pagamento obrigatório da contribuição sindical.


Novos valores

De acordo com o projeto, o valor das contribuições anuais a serem pagas por pessoas físicas e jurídicas terá por limite:

I) para pessoa física ou firma individual - R$ 285,00;

II) para pessoa jurídica, de acordo com as seguintes classes de capital social:


a) até R$ 25.000,00 - R$570,00

b) acima de R$ 25.000,00 até R$ 50.000,00 - R$712,50

c) acima de R$ 50.000,00 até R$ 75.000,00 - R$855,00

d) acima de R$ 75.000,00 até 100.000,00 - R$997,50

e) acima de 100.000,000 - R$1.140,00


O valor das taxas e emolumentos, relativos aos serviços e atos indispensáveis ao exercício, terá por limite:


I) inscrição de pessoas físicas - R$ 100,00;

II) inscrição de pessoas jurídicas - R$ 200,00;

III) expedição de carteira profissional - R$ 50,00;

IV) substituição de carteira ou expedição de 2ª via - R$ 70,00;

V) certidão - R$ 30,00.


O autor reconhece que a contribuição às entidades de fiscalização do exercício profissional é importante para os profissionais liberais, como os advogados, tornarem viável a organização das instituições que zelam pelo bom exercício das atividades da profissão.

No entanto, de acordo com o parlamentar, a excessiva autonomia dessas instituições as tem levado a estabelecer contribuições sem levar em conta a situação financeira dos profissionais.


O projeto, que tramita em regime conclusivo, ainda será apreciado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania antes de ser encaminhado ao Senado Federal.

Da Redação

Edição - Patricia Roedel

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)