Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/02/2004 08:49

Projeto muda pena para falsidade ideológica

Agência Câmara

O Projeto de Lei 1490/03, do deputado Carlos Nader (PFL-RJ), altera o Código Penal para fixar em um ano de reclusão a pena mínima para quem falsificar ou alterar registro civil de filho de relação extraconjugal. A proposta também prevê pena de um a cinco anos de reclusão para quem omitir declaração ou emitir declaração falsa com o fim de prejudicar direito, criar obrigação ou alterar a verdade sobre fato juridicamente relevante.
"É necessário que exista uma gradação para a pena, observando-se os danos reais ou potenciais do crime, e esse é o objetivo da proposta", afirma Carlos Nader.

RELATOR É CONTRA
O deputado Ricardo Fiuza (PP-PE), relator do projeto na Comissão de Constituição e Justiça e de Redação (CCJR), apresentou parecer pela rejeição da proposta.
Para Fiuza, a matéria está mais bem tratada na redação atual do Código Penal, que prevê reclusão de um a cinco anos, e multa, para crime de falsificação de documento público; e reclusão de um a três anos, e multa, para falsificação de documento particular.

A CCJR é responsável pela análise de mérito e de constitucionalidade da matéria. Se o parecer de Fiúza for acatado, o projeto será arquivado. Caso contrário, seguirá para votação do Plenário.



Reportagem - Márcia Schmidt
Edição - Rejane Oliveira


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)