Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/03/2007 09:06

Projeto de combate ao câncer de mama é lançado hoje

Portal do Governo

O Ministério da Saúde, por intermédio do Instituto Nacional do Câncer (INCA), a Secretaria de Estado de Saúde (SES), o Instituto Avon e a Curumins Companhia Teatral lançam hoje (16), em Campo Grande, a nova edição do projeto "Toque de Vida". A meta é combater o câncer de mama em mulheres na faixa etária dos 40 aos 69 anos, usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS) e cadastradas no programa Saúde da Família (PSF).



O projeto teve início em julho de 2004 e envolveu os municípios de Campo Grande, Dourados e Três Lagoas. Agora, o programa será estendido para Anastácio, Aquidauana, Corumbá, Coxim, Ponta Porã, Rio Brilhante e Rio Verde de Mato Grosso. A população, o número de mamógrafos existentes no município ou a comprovação de referência estruturada para receber a demanda foram os critérios adotados para escolha das novas cidades.



O objetivo é incentivar a criação de redes de desenvolvimento comunitário em saúde. Com a formação de lideranças, será possível sensibilizar, capacitar e mobilizar outros representantes locais e também profissionais de saúde. Para isso, serão realizadas atividades artísticas com a participação de atores e atrizes da Curumins Cia. Teatral. A meta é qualificar 3000 líderes comunitários, 3000 profissionais de saúde e com isso atender 53.948 mulheres nos municípios selecionados, difundindo e criando a rotina do exame clínico das mamas.



O custo total do projeto, financiado pelo Instituto Avon, é de R$ 150.000. O lançamento será a partir das 8 horas no auditório da FUNASA, que fica na rua jornalista Belizário Lima, 263 – Vila Glória.



Balanço positivo



Os três municípios que participaram da primeira etapa do programa, Campo Grande, Dourados e Três Lagoas, assumiram o controle do câncer de mama em suas agendas de trabalho, o que mostra que a doença ganhou destaque na área de saúde dos locais envolvidos.



A meta inicial para a realização de exames foi ultrapassada: 11.884 mulheres foram examinadas durante o projeto, o que equivale a 133,4% do objetivo previamente estabelecido. O exame clínico das mamas mostrou-se eficaz como estratégia de saúde pública para detecção precoce do câncer de mama, recomendando-se sua extensão a outras localidades onde o acesso mamográfico é precário.



Entre os benefícios, foi reduzida a quantidade de pacientes em estágio avançado da doença no Estado. Além disso, o trabalho realizado promoveu a melhora em mulheres com alterações na mama, bem como uma maior adesão ao tratamento e redução no número de abandonos.



Mato Grosso do Sul é um dos líderes na lista de estados com as maiores taxas de incidência e mortalidade por câncer de mama no Brasil. Por isso, foi selecionado para o projeto. O desconhecimento das mulheres sobre seu corpo, a falta de informação sobre o câncer de mama e o medo de descobrir a doença têm colaborado para o aumento no número de casos.



O câncer de mama ocupa hoje o primeiro lugar em incidência e mortalidade na população feminina. Cerca de 50% dos tumores detectados nas mulheres brasileiras encontram-se em estágios avançados, o que dificulta o tratamento e piora a sobrevida da paciente. Contudo, esses tumores são identificáveis através do exame clínico das mamas, realizado por um profissional de saúde devidamente treinado.



Carlos Filho

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)