Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

11/02/2014 14:14

Professora é remanejada e vereador fala em perseguição política

Campo Grande News

O vereador João Rocha (PSDB) utilizou a palavra na Câmara Municipal de Campo Grande (MS), nesta terça-feira (11), para acusar o prefeito Alcides Bernal (PP) de perseguição política. Ele afirmou que a professora Rosemary da Costa Rocha, sua esposa, recebeu uma “intimação” da Semed (Secretaria Municipal de Educação) para abandonar um projeto de ginástica artística e retornar, de forma imediata, para as salas de aulas.

Segundo o parlamentar, o departamento de recursos humanos da Semed ligou para sua esposa, que é educadora física concursada e atuava em um projeto de ginástica artística que possui mais de 30 anos. João Rocha lembrou que Rosemary teve câncer de mama há cinco anos e retornou com o tratamento de quimioterapia em 2013.

João Rocha discursou no Legislativo e disse que a atitude de Bernal é uma “retaliação”. Ele questionou o porquê de isso ter acontecido com ela, que é esposa de um vereador da oposição. O parlamentar ainda afirmou que o mesmo tipo de perseguição ocorreu com seu irmão, que também é funcionário da Prefeitura de Campo Grande e atuava em um projeto do Jardim Futurista.

“É estranho o prefeito agir dessa forma. Todos foram dispensados do projeto. O castigo é ser esposa do vereador João rocha. Agora, me preocupa os profissionais que não estamos vendo e que são tratados da mesma maneira. Eles são castigados porque são competentes. Na minha família não temos fantasmas e o prefeito está devolvendo a gentileza que fiz por ele todo esse tempo”, afirmou Rocha.

A revelação do remanejamento da educadora física Rosemary gerou uma série de críticas ao prefeito. O vereador Flávio César (PT do B) analisou a atitude de Bernal como um “ato de tamanha crueldade”. “Isso tem se tornado uma constante com os servidores públicos”. A vereadora Carla Stephanini (PMDB) comentou o caso dizendo que governar exige equilíbrio, sabedoria e virtude cívica “que faltam a este senhor que foi eleito”. “E as outras Roses?”, questionou.

Airton Saraiva (DEM) disse que mais uma vez o prefeito mostra “perseguição impiedosa” e relembrou o caso da mãe de um dos seus assessores de gabinete que foi demitida do Executivo Municipal, uma vez que era contratada. “A secretaria disse que resolveria a falha, mas até agora...”. Já Luiza Ribeiro (PPS), da base aliada, pediu a correção do equívoco.

Mario Cesar (PMDB), presidente da Câmara, afirmou que o caso de Rosemary não é isolado, “especialmente dentro da Semed”. Da mesa diretora, ele leu uma mensagem de uma professora que foi transferida da escola em que trabalhava para uma mais distante. O motivo pelo remanejamento seria um comentário em uma matéria do Campo Grande News.

Na nota encaminhada ao presidente da Câmara, a professora diz que o próprio secretário de Educação, José Chadid, disse que era inadmissível que uma funcionária pública se posicionasse daquela forma. Finalizando, Airton Saraiva voltou a falar e sugeriu que seja criado um disque denuncia para que possíveis casos de perseguição a funcionários públicos sejam investigadas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)