Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

08/02/2010 07:13

Professor recomenda que consumidor evite comprar passagens em muitas parcelas

Alana Gandra, Agência Brasil

Rio de Janeiro - O professor de Finanças do Ibmec Rio, Nelson Augusto Frederico de Sousa, afirmou, em entrevista à Agência Brasil, que não é interessante para o consumidor brasileiro comprar passagens aéreas parceladas, “a menos que seja uma emergência e que não haja alternativa”. Na maioria das vezes, em parcelamentos prolongados, o valor da passagem pode subir até 150%.

Ele disse que cada companhia aérea tem uma forma de financiar as passagens e de fixar os juros cobrados aos clientes. Em geral, as taxas aeroportuárias são debitadas na primeira parcela.

Sousa considerou que o interessante é que o preço parcelado seja igual ao valor a vista. “Esse seria um financiamento interessante. Os outros são relativamente caros”. Para o consumidor, ele afirmou que o máximo de prestações deveria ser de seis parcelas. “Daí para a frente, começa a encarecer bastante”. Um parcelamento muito longo tem a desvantagem de que a viagem fica esquecida, “mas a conta continua ali na frente dele, todo mês”, ponderou o especialista.

Dependendo da taxa de juros embutida, o valor da passagem pode ficar 30% maior, no caso de juros de 3% cobrados em geral pelas companhias para 12 parcelas, revelou Nelson de Sousa. ”Para 36 parcelas, o valor mais do que dobra. Vai para 120% ou mais”. Conforme o professor do Ibmec Rio, o parcelamento muito extenso pode trazer dificuldades para o usuário.

Para Sousa, a tendência é de que os preços das passagens aéreas subam em um prazo mais curto. “Porque muita gente queantes não tinha acesso a isso está começando a viajar. Há uma demanda maior do que a oferta. Isso é que faz os preços das passagens subirem”.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)