Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/02/2004 15:11

Presidente da Parmalat diz que a crise é dramática

Ellis Regina/ABr

Com a crise da multinacional italiana Parmalat, quatro unidades da empresa no Brasil fecharam as portas e três operam com problemas por falta de matéria-prima. A dívida total da Parmalat Brasil é estimada em US$ 160 milhões. O saldo da crise foi apresentado na Câmara dos Deputados, pelo presidente da empresa, Ricardo Gonçalves. De acordo com ele, a situação da empresa evolui de forma “dramática” e somente uma reestruturação pode salvar a empresa.

Gonçalves lamentou a falta de apoio financeiro e disse que possui uma autorização da matriz para negociar a venda da Parmalat Brasil. Por outro lado, ressaltou que a folha de pagamento dos funcionários está em dia e que a empresa ainda é viável: “podemos continuar operando”.

Parlamentares da Comissão Especial da Câmara, que acompanha a crise, defendem a intervenção federal para salvar a saúde financeira da empresa. A idéia ainda está sendo discutida.

Os congressistas querem a edição de uma medida provisória que coloque em vigor a Lei de Falências já aprovada pela Câmara e que tramita no Senado, conforme explica o deputado Leonardo Vilela (PP-GO): “ A edição da MP, colocando em vigor a lei de falências, permitiria uma injeção de capital de outros parceiros da empresa, viabilizando as unidades, mantendo o pagamento dos produtores, permitindo a viabilização da empresa. Do jeito que as coisas estão, ela pode fechar as portas”.

O presidente da Parmalat Brasil diz que são necessários R$75 milhões para sobrevivência da empresa. A medida provisória, observa Gonçalves, pode ser uma maneira de gerar esses fundos: “isto é o que precisamos”, ressalvou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)