Cassilândia, Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

Últimas Notícias

18/07/2006 15:06

Preços do álcool não devem baixar antes de setembro

Importação norte-americana, maior produção de açúcar e boa competitividade do combustível em relação à gasolina. Esses são os três principais fatores que deverão manter os preços do álcool em alta para o consumidor em plena safra da cana-de-açúcar.

Os preços na bomba dos postos devem permanecer nos níveis atuais ao menos até setembro próximo, segundo previsão de Antonio de Pádua Rodrigues, diretor-técnico da Unica (União da Agroindústria Canavieira de São Paulo).

Segundo Rodrigues, a importação de álcool pelos norte-americanos continua aquecida, não devendo cair nas próximas semanas. Para suprir a demanda, os EUA pagam até 20% a mais do que os preços praticados no mercado interno brasileiro. Com preço compensador à exportação, sobra menos produto para o mercado nacional.

A alta dos preços do açúcar no mercado externo também contribui para a menor produção de álcool. Como o açúcar dá mais lucro aos produtores, eles preferem destinar uma parcela maior da cana a esse produto. O resultado é o mesmo: menor produção de álcool.

O aumento da frota nacional de veículos bicombustíveis (movidos a álcool e gasolina) também contribui para manter aquecidos os preços do álcool, devido ao maior consumo.

Apesar de estarem em alta, os preços atuais do álcool "não são absurdos; o preço ainda é competitivo em relação ao da gasolina", diz Rodrigues. "O alto preço do petróleo no mercado internacional também valoriza o álcool", afirma Rodrigues. Ontem, o barril de petróleo fechou a US$ 75,92 em Londres e a US$ 75,30 em Nova York.

Nova alta - Depois de cair com força em maio e no mês passado, os preços do álcool combustível estão novamente em alta. Pesquisa da ANP (Agência Nacional do Petróleo) detectou aumento médio de 0,5% na bomba em todo o país durante a semana encerrada no sábado, dia 15.

Na comparação com a semana iniciada em 18 de junho, a alta chega a 0,94% considerando o preço médio nacional do álcool, de R$ 1,611 por litro.
Apesar de receber adição de 20% de álcool, a gasolina ainda não subiu -o preço médio nacional teve ligeira queda de 0,04% na semana encerrada em 15 deste mês, chegando a R$ 2,543 o litro.

Em São Paulo, Estado que concentra a maior produção de álcool do país, o preço médio ao consumidor aumentou 0,69% na semana terminada no dia 15, passando a custar R$ 1,32 o litro. A gasolina, por sua vez, teve queda de 0,33% na semana, custando R$ 2,418 o litro.

Apesar do aumento, ainda é vantajoso para o consumidor abastecer com álcool em São Paulo. O litro do combustível derivado da cana-de-açúcar custa o equivalente a 54% do preço da gasolina.

No Estado do Rio de Janeiro, porém, o preço do álcool já bateu no limite. Chegou a 70% do valor da gasolina, sendo vendido, em média, a R$ 1,766 o litro na semana de 9 a 15 deste mês, com queda de 0,22% em relação à semana anterior. No Estado, a gasolina era comercializada a R$ 2,525 por litro, com redução de 0,04%.

Na média nacional, o preço do álcool correspondia a 63% do valor cobrado pelo litro da gasolina, segundo a ANP.



Fonte: Folha Online

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 26 de Abril de 2017
Terça, 25 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)