Cassilândia, Domingo, 20 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

22/10/2003 16:02

Policial diz que falta de recursos inibe ação da PF

Agência Câmara

O presidente da Federação Nacional de Policiais Federais (Fenapef), Francisco Carlos Garisto, disse há instantes que a Polícia Federal está enfrentando um grave problema financeiro e tem deixado de realizar operações por falta de recursos. Garisto está participando da audiência pública sobre a situação da Polícia Federal na Comissão de Segurança Pública da Câmara Federal.
Como exemplo dos problemas criados pela escassez de dinheiro, Garisto citou o caso de uma recente operação contra o narcotráfico na Bahia. Segundo ele, era uma situação para enviar o Comando de Operações Táticas (Cote), mas, por uma questão de economia, foi enviado um grupo menor e menos equipado. O resultado foi a morte de um policial e a necessidade de enviar depois um grupo maior. "O barato saiu caro", disse Garisto.

DÍVIDA
O diretor de Administração e Logística Policial, Alciomar Goersch, representando o diretor-geral da Polícia Federal, disse que a dívida da PF está hoje em cerca de R$ 33 milhões.
Na próxima semana, parlamentares da Comissão vão iniciar uma série de diligências fora de Brasília, nas superintendências regionais da Polícia Federal em São Paulo (dia 30); Rio de Janeiro (dia 31); e Rio Grande do Sul (dia 3).
A relatora do grupo que estuda a situação da PF, deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC), deve apresentar suas conclusões no próximo dia 12. A discussão e votação do texto pela Comissão deve ocorrer dia 19. Em seguida, o Grupo de Diligência pretende reunir-se com o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Setembro de 2020
Sábado, 19 de Setembro de 2020
Sexta, 18 de Setembro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)