Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/02/2010 11:11

PF tenta prender fraudadores de seguro desemprego em Mato Grosso

24horasnews

A Polícia Federal em Mato Grosso esta realizando nesta sexta-feira (o5), a Operação Bismarck, que visa combater fraudes em saque do seguro desemprego no Mato Grosso e mais oito estados da federação. A fraude lesava a Caixa Econômica Federal e do Ministério do Trabalho e Emprego, sendo que contou, pelo menos por algum tempo, com a facilidade de acesso de empregados das duas instituições.

O crime consistia em obter informações sobre parcelas de seguro desemprego para serem recebidas através da Caixa e do MTE. Após isso, os criminosos falsificavam documentos pessoas das pessoas que tinham direito ao Seguro Desemprego e o sacavam. Quando o verdadeiro titular do direito ia realizar o saque, descobria a fraude, e o próprio Ministério do Trabalho pagava novamente o benefício.

As investigações iniciaram em 2008, através do próprio Ministério do Trabalho e Emprego, de onde surgiram várias denúncias da fraude, que contava com o apoio do empregados temporários da Caixa e do MTE.

A Polícia conseguiu identificar até agora prejuízos da ordem de mais de 1,5 milhão ao mês durante as investigações. Apenas um dos fraudadores retirou, num único dia, o valor de seis mil reais na Caixa Econômica. Segundo a representação, cada membro da quadrilha lucrava de quinze a vinte mil reais por mês com os saques indevidos.

A ação acontece nos Estados de Mato Grosso, Minas Gerais, Rondônia, Goiás, Pernambuco, Rio Grande do Norte, São Paulo, Ceará, Paraíba e conta com o apoio logístico de Superintendências da Polícia Federal de vários Estados da Federação.

O objetivo é cumprir 78 mandados judiciais expedidos pelo juízo da 5ª Vara Federal em Cuiabá/MT, requeridos pela Polícia Federal, sendo 50 mandados de prisão temporária e 28 mandados de busca e apreensão. Dos indiciados, três são ex-funcionários do Ministério do Trabalho e Emprego e dois são ex-funcionários da Caixa Econômica Federal.

Dez pessoas já estão presas por flagrantes ocorridos durante as investigações e receberam novos mandados a serem executados hoje.

Além de quebra do sigilo, bancário, de comunicação eletrônica e bancário, utilizados durante o processo de investigação, a polícia representou pelo bloqueio das contas bancárias dos indiciados.

O principal crime pelo qual foram indiciados é estelionato, entretanto outros decorrem desse, como falsidade ideológica e falsificação de documentos públicos.

O nome da Operação Bismark faz referência ao estadista alemão Otton Von Bismark, criador de vários benefícios trabalhistas na Alemanha do século XIX.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)