Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

10/11/2014 18:26

Pesquisa Ipems para prefeito de Campo Grande

Edivaldo Bitencourt, Campo Grande News

 

O governador André Puccinelli e o deputado estadual Marquinhos Trad, ambos do PMDB, lideram pesquisa de intenção de voto para as eleições de 2016. O atual prefeito, Gilmar Olarte (PP), se for disputar a reeleição, só fica em segundo lugar em um dos três cenários pesquisados pelo IPEMS (Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul) e mesmo assim não atingiria dois dígitos, conforme o levantamento realizado entre os dias 6 e 7 de novembro deste ano.

Campeão de votos para a Câmara dos Deputados neste ano, o ex-governador e vereador da Capital, Zeca do PT, e o ex-prefeito Alcides Bernal (PP), possuem bons índices de voto, mas o alto índice de rejeição será o grande obstáculo.

No primeiro cenário pesquisado pelo IPEMS, com cinco candidatos, André lidera com 38,54%, seguido por Zeca do PT, com 22,88%, Marquinhos Trad, com 20,41%, e Olarte, com 3,99%. Neste cenário, 3,74% não sabem e 10,45% podem votar em branco ou nulo.

Puccinelli anunciou que pretende se aposentar da política após deixar o Governo, em 31 de dezembro deste ano. No entanto, com 75% de aprovação popular, é apontado como o único nome capaz de manter o PMDB unido. Trad já anunciou que cogita deixar o PMDB para disputar a prefeitura em 2016 pela Rede, partido que deverá ser criado pela ex-senadora e candidata a presidente nas eleições deste ano, Marina Silva (PSB).

André e Marquinhos Trad lideram pesquisa para sucessão municipal
Segundo – O IPEMS testou um segundo cenário, com nove candidatos, sem a candidatura de André, mas com a do ex-prefeito Alcides Bernal. Neste quadro, Marquinhos assume a liderança e ficaria com 36,55% dos votos, se a eleição fosse hoje.

O segundo colocado seria Bernal, que ficou com 20,21%, seguido por Olarte, com 5,23%, do deputado federal eleito Dagoberto Nogueira (PDT), com 4,23%, do ex-presidente da Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores de MS) e candidato derrotado ao Senado, Ricardo Ayache (PT), com 3,74%, da vice-governadora eleita e vereadora, Rose Modesto (PSDB), com 3,74%, a deputada estadual eleita e ex-primeira-dama da Capital, Antonieta Amorin (PMDB), do deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM), com 3,45%, e da deputada federal eleita Tereza Cristina Corrêa da Costa (PSB), com 1,73%. Outros 11,94% votariam nulo.

Terceiro – No último cenário pesquisado, sem os nomes de André, Bernal e Zeca do PT, Marquinhos ficaria com 43,5% dos votos e poderia vencer no primeiro turno. Segundo Lauredi Sandim, do IPEMS, o peemedebista ficar com 55% dos votos válidos.

O atual prefeito ficaria com 8,27%, seguido por Ayache (5,49%), Professora Rose (4,23%), Mandetta (3,95%), Tereza (3,22%), o deputado federal eleito Carlos Marum (PMDB), com 4,22%0 e Sérgio Longen (PTB), com 0,25%.

Rejeição - Para Lauredi, um candidato se torna inviável se ficar com a rejeição acima dos 38%. Esta é a situação de Zeca do PT (49,27%), Bernal (45,25%) e Olarte (42,82%). Ele explica que o petista teria fôlego para chegar ao segundo turno, já que fica com 22% dos votos. No entanto, seria um nome fácil de ser batido para chegar ao Paço Municipal.

A mesma situação é verificada com Bernal, que foi incluído por ter vontade de voltar a disputar a prefeitura, apesar da cassação ocorrida em 12 de março deste ano.

Olarte, que teve a popularidade em queda após a greve dos professores e do reajuste do IPTU, também fica numa situação complicada.

Lauredi explica que o IPEMS fez um levantamento sobre o mercado do voto, no qual pesquisou o potencial de cada um dos candidatos cogitados para disputar a sucessão de Olarte em 2016.

Neste quesito, o governador é um dos favoritos, apesar da rejeição de 34,34%, ele fica com 38,54% dos votos. Marquinhos tem rejeição de 24,1%, mas chega a pontuar 43%. Já Dagoberto tem rejeição de 26,19%, mas não passa dos 5,97%.

Espontâneo – No voto espontânea, 80% dos eleitores ainda nem sabem em quem votar para prefeito. No entanto, André lidera as citações, com 3,73%, seguido por Zeca (2,24%), Marquinhos (2,98%), Bernal (2,77%) e Gilmar (1%).

A pesquisa ouviu 400 eleitores nas sete regiões da Capital. A margem de erro é de 4,9% e o nível de confiança é de 95%.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 11 de Dezembro de 2016
06:04
Fotogaleria
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)