Cassilândia, Domingo, 15 de Dezembro de 2019

Últimas Notícias

26/11/2019 16:00

Pela segunda vez, Tribunal do Júri usa WhatsApp para ouvir testemunha

Campo Grande News

 

Pela segunda vez na história, a 1º Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande utiliza o aplicativo WhatsApp para ouvir testemunha durante o julgamento. Em sessão realizada na manhã desta terça-feira, a vítima de uma tentativa de homicídio que estava no município de Ponta Porã, cidade distante 324 quilômetros da Capital, concedeu depoimento por vídeo chamada.

De acordo com o juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, o uso das novas tecnologias facilita o trabalho do judiciário. Procedimento que poderia levar anos, acabam sendo realizado em questão de minutos. “A população cobra e às vezes não entendem a morosidade. Muitas vezes é por conta destas situações. As pessoas ficam indignadas e falam que a Justiça não está trabalhando. Hoje estas ferramentas ajudam a dar celeridade ao trabalho”, explicou.

O julgamento realizado hoje tinha três réus acusado de tentativa de homicídio. Conforme o juiz, a vítima não foi ouvida em nenhum momento da fase de instrução. Ela não havia sido encontrada. Pela manhã, em nova tentativa de contato, a testemunha foi localizada e pode prestar depoimento aos jurados por vídeo chamada.

Procedimento como este, foi realizado pela primeira vez no ano passado. Na ocasião, também foi ouvida a vítima de uma tentativa de homicídio. Ela estava em Buenos Aires. “Em casos em que a vítima está em outro País, o juiz precisa pedir uma carta rogatória. Às vezes este documento demora anos para sair, o que retarda ainda mais o processo. Por isto, no ano passado, foi feito um piloto e deu certo. Ouvimos um testemunho fundamental para o júri”, explicou Garcete.

Intimação – Em junho deste ano, a Comarca de Brasilândia, município localizado a 355 km da Capital, regulamentou a utilização do WhatsApp para intimação das partes, além da realização de vídeo chamadas em audiências de conciliação. A iniciativa é do juiz substituto Rogério Ursi Ventura.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 15 de Dezembro de 2019
10:44
Cassilândia
Sábado, 14 de Dezembro de 2019
09:00
Santo do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)