Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

08/07/2005 07:05

Pecuaristas apontam prejuízo apesar das exportações

Karina Cardoso/ABr

As exportações de carne bovina brasileira do mês de junho somaram US$ 295,8 milhões, valor 33% maior que o registrado em junho de 2003. No entanto, a situação dos criadores de gado, de acordo com pesquisa divulgada pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea/USP), os preços pagos ao pecuarista pelo boi gordo caíram 11,3%, de janeiro a maio, enquanto os custos subiram 4,29%.

O presidente do Fórum Nacional Permanente da Pecuária de Corte da CNA, Antenor Nogueira, informou que, diante da perda de renda, o pecuarista reduz a compra de insumos, o que compromete a produtividade e o espaço do setor no mercado. "Com a redução de investimento ocorre a deterioração das fazendas e a diminuição no índice de parição. Hoje, vemos produtores que misturam sal mineral com sal comum para viabilizar custos, e isso é ruim para a pecuária", explicou.

A tendência de perda de renda do segmento foi detectada desde o segundo semestre de 2003. "O Brasil tinha um consumo de 42kg per capita ao ano e hoje estamos em torno de 37kg. Essa lacuna que nós perdemos foi ocupada por outras carnes", afirmou.

A pesquisa foi baseada nas condições de nove estados, que concentram quase 80% do rebanho nacional (Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo e Rondônia). Minas Gerais registra a maior redução nos valores de oferta do boi gordo no período, de 14,11%. Já em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rondônia, o preço não apresenta sinais de deflação.

Nogueira apontou a sobrevalorização do Real em relação ao dólar como um dos fatores responsáveis pela redução do preço.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)