Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

02/03/2005 10:38

PEC da reforma sindical provoca opiniões divergentes

Lilian de Macedo/ABr

O projeto de reforma sindical que será enviado ao Congresso Nacional nesta quarta-feira provoca divergências entre os especialistas. O presidente da Associação Latino-Americana de Advogados Trabalhistas (Alal), Luis Carlos Moro, acredita que a proposta poderá levar desvantagens para o trabalhador. "O grave é que, com esta reforma, foi aberto caminho para que as centrais sindicais e os patrões negociem direitos garantidos", explica.

Segundo Moro, o texto prevê que as centrais sindicais estarão aptas a fazer contratos coletivos nacionais. Atualmente, cada representação sindical negocia em nome dos seus filiados. "Essas entidades terão poderes para, quando quiserem, negociar direitos dos trabalhadores, como o 13º e o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço)", analisa.

Para o professor de Relações do Trabalho da USP, Arnaldo Mazzei Nogueira, o governo está "promovendo a ascensão institucionalizada do movimento sindical". Segundo ele, isto acontece por três motivos: o atual governo tem ex-líderes da Central Única dos Trabalhadores em cargos importantes; foi eleito com apoio maciço do movimento sindical e permitiu que os sindicatos ampliassem sua atuação.

A cientista política e professora da Universidade de Campinas (Unicamp), Andréia Galvão, acha que a proposta não é de uma reforma de fato e sim um texto com retoques na estrutura já existente. "Muda bastante para deixar tudo do jeito que está", afirma.

Andréia lembra que o texto da reforma acaba com os monopólios representativos, mas dificulta a criação de entidades. "Os limites para a abertura de novos sindicatos são tão estreitos que ferem a idéia de liberdade sindical. É como se quisessem manter a reserva de mercado.", diz.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)