Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/03/2004 13:39

Paulo Duarte diz que o governo pode fazer o possível

O chefe da Casa Civil, Paulo Duarte concedeu entrevista ao programa Rotativa no Ar, da Rádio Patriarca, discorrendo sobre a possibilidade da instalação de um frigorífico de aves em Cassilândia. Disse que o deputado Vadão Gomes, que apresentou a proposta pelo Frigo Estrela, conhece as condições para instalação de indústria no estado. Para atendê-lo, poderá ser beneficiado até com 55% do ICMS. O pedido é de 67%. Explicou, que o Estado, está beneficando demais com 45%. O que entende, como mais difícil para resolver é o novo pedido feito pelo deputado. Contou que todo cidadão paga 12% de ICMS, quando o gado vai para São Paulo. A pretensão de Vadão é que tenha um desconto de 75% no imposto da carne, até a construção da indústria. Lembrou, que o governo pode fazer o possível, mas neste caso, o negócio se torna inviável, porque a administração estadual têm que obedecer a Lei de Responsabilidade Fiscal. O Governo não pode abrir mão de uma receita, sem indicar outra fonte. Aí, seria necessário aumentar a alíquota em outro setor. Revelou que no setor da carne, o Estado recebe R$ 12 milhões/mês e caso atendesse ao empresário, poderia perder cerca de 10% da receita.
Todavia, continuou, o governo têm interesse na instalação do frigorífico e tudo será feito para que o projeto se viabilize. Sobre a notícia que o empreendimento poderia ir para outra cidade de MS, foi taxativo ao dizer, que o governo não tem esta intenção, mesmo porque foi ele quem pediu ao deputado que instalasse a indústria na cidade. Foi categórico ao dizer que onde for instalado o frigorífico, e quer que seja em Cassilândia, será dentro das normas que o governo possa atender.
Ao ser informado do abaixo assinado com mais de sete mil assinaturas, em favor do frigorífico, disse ser legítimo e se morasse em Cassilândia também assinaria. Colocou-se à disposição de conversar com as entidades em Cassilândia, na próxima semana, para visitar a cidade e receber as reinvidicações.
Respondendo à pergunta de que Vadão disse que estava pedindo, sómente o que Goiás lhe oferece, falou que não conhece a legislação de Goiás, mas acredita que pela lei, todos os estados devem seguir as mesmas normas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)