Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

27/07/2004 16:03

Participação dos pais ajuda no desempenho escolar

Agência Popular

A criança, cuja família participa de forma mais direta no cotidiano escolar, apresenta um desempenho superior em relação àquela que os pais estão ausentes do seu processo educacional. Ao conversarem com o filho sobre o que acontece na escola, cobrarem dele e ajudarem-no a fazer o dever de casa, falarem para não faltar à escola, tirar boas notas e ter hábito de leitura, os pais estarão contribuindo para a obtenção de notas mais altas.

A constatação foi feita pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira do Ministério da Educação (Inep/MEC), com base nos resultados do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). Os alunos da 4ª série do ensino fundamental, que sempre vêem a mãe lendo, obtiveram uma média de 20 pontos a mais na prova de língua portuguesa do que aqueles que afirmaram que a mãe não tem o mesmo hábito. Enquanto a pontuação dos primeiros foi de 172,6, a dos outros ficou em 152,6. De acordo com as respostas ao questionário socioeconômico aplicado junto com a prova do Saeb, 84% dos alunos da 4ª série dizem que sempre vêem a mãe lendo. Em relação ao pai, a mesma afirmação é de 71% dos estudantes.

A média geral no Saeb 2003, em língua portuguesa na 4ª série foi de 169,4, numa escala única para todas as séries avaliadas (4ª e 8ª do ensino fundamental e 3ª do ensino médio) que vai até 500 pontos. As provas de língua portuguesa e matemática foram aplicadas a uma amostra de 300 mil alunos, representativa das redes públicas e particulares de ensino.

A média também apresenta variação quando os pais conversam com os seus filhos sobre o que acontece na escola. Há uma diferença de 17 pontos em língua portuguesa entre os alunos cujos pais sempre estão atentos ao que ocorre na escola (172,9) e aqueles cuja família nunca se preocupa (156,3). Segundo o levantamento, 56% disseram que seus pais ou responsáveis conversam sobre o cotidiano escolar, 36% afirmaram que essa situação acontece de vez em quando e 7%, que nunca ocorre; 1% não respondeu.

Em relação ao dever de casa, se os pais cobram que os filhos façam a lição, a média é 14 pontos superior do que quando isso não ocorre. A pontuação varia de 159,6 a 173,9. De acordo com as respostas ao questionário, 64% dos estudantes da 4ª série declararam que seus pais ou responsáveis cobram que eles façam a lição de casa, 25% disseram que a cobrança ocorre de vez em quando e 10%, que nunca ocorre; 1% não respondeu.


Inversão - À medida que as crianças ingressam na adolescência e chegam às séries superiores, reduz-se a influência dos pais no desempenho escolar. Entre os estudantes da 8ª série do ensino fundamental, na pergunta do questionário que indagava se eles vêem a mãe lendo, 79% responderam que sim. A média de desempenho em língua portuguesa desse grupo foi de 19 pontos acima do conjunto dos 21% dos estudantes que disseram não. Entre os alunos da 3ª série do ensino médio, a diferença entre um e outro nesse quesito foi de 13 pontos (270 a 257). Pelo levantamento, 76% declararam que vêem a mãe lendo.

Em relação à conversa sobre o que acontece na escola, a variação é de 11 pontos para mais (237 a 226) entre os estudantes da 8ª série e de 10 (273 a 263) no conjunto dos alunos da 3ª série do ensino médio. Quanto à cobrança do dever de casa, esse aspecto não faz diferença entre os alunos da 8ª série e, na 3ª série do ensino médio, ocorre uma inversão. Quando os pais cobram, o desempenho é 12 pontos inferior (261 a 273) do que nos casos em que não há essa necessidade.

Inep

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)