Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

17/06/2016 16:30

Para o STJ, cinemas não podem proibir alimentos comprados em outro lugar

Midiamax

Você compra um lanche na praça de alimentação, decide ver um filme, mas quando tenta entrar na sala de cinema é barrado por não pode entrar no local com comida adquirida em outro local. A cena descrita acima foi considerada abusiva por uma turma do STJ (Supremo Tribunal de Justiça) nesta semana.

O caso foi parar no Supremo depois que uma rede de cinemas recorreu de uma decisão de primeira instância dada em Mogi das Cruzes, São Paulo.

Pesquisa feita pelo jornal Folha de São Paulo revela que as docerias representam 20% da receita. Grosso modo, o cinema paga o custo, e a comida dá o lucro, por isso a preocupação de algumas empresas com a regulação dos produtos alimentícios que entram nas salas.

A população de Campo Grande conta com três cinemas, ambos nos três principais shoppings da Capital. Cada um é administrado por uma rede de franquias diferente e, diariamente, atrai dezenas de pessoas em busca de diversão, na maioria das vezes acompanha da dupla pipoca e refrigerante.

Procuramos as empresas que administram os cinemas da Capital para saber como é a política de cada uma em relação a entrada de alimentos, mas até o fechamento desta matéria não conseguimos um posicionamento.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)