Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/04/2014 19:51

Para delegada, bandidos são tão cruéis que ficaram 5 dias em casa com corpo

Campo Grande News

A delegada Maria de Lourdes Cano considera o crime contra o empresário Erlon Peterson Bernal, 32 anos, algo “cruel e bárbaro”. Segundo ela, até um sofá e concreto foram jogados sobre o corpo para dificultar a localização. Mas o pior, na avaliação dela, é o fato de parte dos responsáveis continuarem morando na casa, mesmo com um corpo no quintal. "Se trata latrocínio, mas o questionamento que fica é porque matar", ressalta.

A titular da Defurv (Delegacia de Furto e Roubo de Veículos) garante que a Polícia Civil só chegou ao cadáver graças à investigação. “Não houve ligação anônima alguma sobre o mau cheiro. Pelo menos não para nós”, afirma, negando informação repassada anteriormente pela Polícia Militar.

Hoje à tarde, quando a equipe chegou ao imóvel na rua Rio Grande, esquina com avenida Souto Maior, no bairro São Jorge da Lagoa, o portão estava cadeado. Os policiais tiveram de pular o muro e logo perceberam o odor forte vindo do quintal.

Apesar de casos semelhantes, como dos estudantes Breno e Leonardo, que também morreram após roubo de veículo, Maria de Lourdes comenta que esse tipo de desfecho não é comum em Campo Grande.

Ao que tudo indica, Erlon morreu na terça-feira, logo depois de encontrar os bandidos na saída para São Paulo, onde foi para levar o carro que estava à venda. A Polícia acha que o assassinato ocorreu em um local e depois o corpo foi jogado em uma fossa séptica da casa no São Jorge da Lagoa.

Ainda não é possível garantir que a morte foi provocada por tiro, já que o corpo está em decomposição e muito inchado.

Pelo menos 3 pessoas foram presas, mas a delegada ainda não detalhou qual a participação de cada um deles crime.

Também há informação de que 2 pessoas de São Paulo foram detidas e que uma adolescentes está envolvida no crime.

Como o assassinato tem como motivo, a principio, o roubo do veículo, uma das suspeitas é de que tenha sido encomendado de dentro de um dos presídios de Campo Grande.

Na rua onde o corpo foi encontrado, muitos moradores acompanham a retirada de Erlon. Vizinhos garantem que não suspeitaram de nada e se dizem surpresos com a proximidade do crime. “Eu estava acompanhando pela imprensa, mas não imaginava que estava tão perto de casa”, comenta a estudante Camila Silva, de 19 anos.

O pedreiro Jerson Siqueira Gonçalves, de 56 anos, mora há 12 anos no bairro, a cerca de 2 quadra do local usado pelos bandidos. “Todo fica muito triste, imaginando o sentimento da família”, lamenta.

Os suspeitos de envolvimento acompanham a operação de retirada do corpo de dentro de viaturas da Polícia Civil.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)