Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

14/01/2006 17:00

Ônibus que saem de Brasília poderão ter escolta da PRF

Cecília Jorge/ABr

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) destacou viaturas para acompanhar os ônibus de passageiros que saem de Brasília de madrugada por causa do aumento no número de assaltos. Desde quarta-feira (11), a escolta tem sido oferecida às empresas de ônibus que passam nos cerca de 140 quilômetros de estrada entre Cristalina e Catalão, em Goiás. Os comboios saem do posto da PRF de Cristalina à meia-noite, à 1h30 e às 3h.

Apenas nas duas primeiras semanas deste ano, o 1º Distrito da PRF já registrou dois casos de assalto no trecho. No ano passado, foram oito ocorrências nas estradas monitoradas pelo 1º Distrito.

O problema não ocorre apenas nesse trecho. Entre Araguari (MG) e Catalão (GO), fiscalizado pela PRF de Goiânia, a professora Jussara Vieira foi assaltada na madrugada de quinta-feira (12) quando voltava de São Paulo. Segundo ela, o ônibus em que viajava e outro da mesma empresa, que estava na frente, foram parados por quatro assaltantes e levados para fora da estrada.

Segundo Jussara, os assaltantes chegaram a disparar dois tiros no interior do outro ônibus e agrediram um passageiro de 12 anos com coronhadas. Ela afirmou que naquele trecho não há posto da PRF, apenas um posto de fiscalização de caminhões de carga. "É um local característico de assalto, porque ali também a gente fica sem comunicação. Ali no local em que a gente estava nenhum celular pegava", contou.

Apenas ao chegarem ao posto de fiscalização, a polícia rodoviária foi acionada e em cerca de 20 minutos estava no local. De acordo com Jussara, apenas um policial rodoviário federal fez o atendimento de todos os passageiros para registrar o boletim de ocorrência. A professora ainda criticou o atendimento, que chamou de burocrático. "O policial rodoviário federal hoje preenche ficha. Ele não reage, não socorre. Ele não tem como atender a gente", reclamou. "Nem ele tem condições de fazer mais do que isso. O policial estava menos armado do que os quatro homens que vieram nos assaltar", acrescentou.

O chefe substituto do 1º Distrito da PRF, Isaac Newton, reconhece que a instituição dispõe de poucos policiais para toda a atividade realizada pela instituição, como fiscalização de trânsito, atendimento a acidentes e combate a crimes nas rodovias brasileiras. "O governo federal está preocupado com isso e tem contratado novos policiais. O número ainda não é suficiente", afirmou, acrescentando que novos policiais selecionados por concurso público estão em treinamento.

Segundo Newton, a escolta tem sido feita apenas para os ônibus que saem de Brasília. "O que nós estamos fazendo com os ônibus que estão chegando é acompanhá-los, mas não em sistema de comboio. A equipe que está no trecho acompanha à distância esses ônibus", explicou.

Além dessa ação emergencial, Newton disse que a PRF tem feito um trabalho de inteligência para identificar e prender os assaltantes que estão agindo no local. "Vamos continuar fazendo o policiamento e também o serviço de inteligência tentando descobrir quem são esses bandidos. Se não conseguirmos prendê-los em flagrante na rodovia, vamos tentar um mandado para prendê-los até mesmo em casa", assegurou.

De acordo com a Assessoria de Comunicação da PRF, o acompanhamento em comboio é uma medida emergencial adotada em todo o país nos trechos em que é se tem registrado aumento de assaltos. Atualmente, estão em execução ações no sul de Goiás, no Triângulo Mineiro e no Nordeste.

O trabalho de inteligência, segundo a assessoria, também é uma medida padrão. No período de férias, os assaltos costumam aumentar. Para monitorar as estradas neste período, a PRF promove em todo o país a Operação Verão, com cerca de 9 mil policiais e mil viaturas para monitorar as estradas. O esquema começou no dia 16 de dezembro do ano passado e só termina no dia 5 de março.

Dados da Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati) revelam que ocorreram cerca de 400 assaltos a ônibus em 2004, atingindo quase 15 mil usuários. De acordo com a PRF, as madrugadas e os finais de semana são os períodos de maior ocorrência de assaltos.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)