Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

19/06/2008 16:48

Olimpíada chega a 98% dos municípios brasileiros

Elaine Lira

Programa, que é resultado de parceria da Fundação Itaú Social e do MEC para estimular a leitura e escrita, tem 764 escolas inscritas no Mato Grosso do Sul

A “Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro”, programa realizado pelo MEC em parceria com a Fundação Itaú Social, terá a participação de 5.445 cidades, número que corresponde a 98% dos municípios brasileiros. O Mato Grosso do Sul teve o maior índice de adesão de todo o país, com 764 escolas inscritas, 87,61% do total.



A ação, cujo objetivo é estimular a leitura e o desenvolvimento de competências para o ensino da escrita em professores de escolas públicas de todo o País, conta em 2008 com 202.280 participações de professores.



A seleção dos textos vencedores da Olimpíada acontece em cinco etapas. Na primeira, representantes dos pais, professores e da comunidade irão selecionar até 134 mil textos. Na segunda fase, especialistas em língua portuguesa e representantes das secretarias de ensino, universidades e comunidade terão a missão de escolher os 25 mil melhores trabalhos. Posteriormente, a Olimpíada entra na fase em que serão definidos os 500 semifinalistas. Estes trabalhos seguem, depois, para a etapa regional, de onde sairão os 150 textos que concorrerão à final.



Para aprimorar os trabalhos, esses 500 alunos e professores semi-finalistas passarão por oficinas de leitura e escrita nas cidades-pólo do programa: Belo Horizonte (MG, ES e RJ); São Paulo (SP); Curitiba (Região Sul); Goiânia (Centro-Oeste) e Belém (Região Norte). Os estudantes e professores do Nordeste participarão de atividades em Fortaleza (Maranhão, Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte) e Recife (Alagoas, Bahia, Pernambuco, Paraíba e Sergipe). A última etapa será marcada pelo encontro dos 150 finalistas, em Brasília, onde serão escolhidos os 15 vencedores.



O programa agora entra na fase de realização das oficinas de texto em salas de aulas. As escolas inscritas começam a aplicar no dia-a-dia os cadernos de orientação pedagógica para o desenvolvimento de três gêneros: poesia, memória e artigo de opinião.



Os estudantes serão estimulados a discutir a realidade em que estão inseridos para desenvolver os textos. As Olimpíadas têm como tema central O Lugar Onde Vivo. “Com este tema aproximamos o aluno da realidade da sua escola, do seu bairro, da sua cidade, transformando o ato de aprender num processo dinâmico e envolvente”, diz Maria do Pilar Lacerda, Secretária de Educação Básica do MEC.



Para preparar as oficinas, além do material didático já disponibilizado, o professor pode se cadastrar na comunidade virtual Escrevendo o Futuro (www.escrevendoofuturo.org.br) onde participa de fóruns de discussão e cursos à distância. “Procuramos criar todas as condições para que os educadores realizem as oficinas em sala de aula. Este é um dos momentos mais importantes do processo e a participação do professor é fundamental”, diz Ana Beatriz Patrício, diretora da Fundação Itaú Social.









Cronograma de atividades:



Envio do texto para o município: até 18/08

Envio do texto para o estado: até 08/09

Comissões estaduais: de 1º a 10/10

Oficinas regionais: 21/10 a 19/11

Comissão finalistas: 20/11

Comissão final: 21 a 30/11

Premiação nacional:1º/12



Premiação

Os 500 alunos e professores semifinalistas receberão medalhas de bronze e coleção de livros. Os 150 finalistas, alunos e professores, medalhas de prata e aparelhos microsystem. Aos 15 vencedores, alunos e professores, na etapa nacional serão entregues medalhas de ouro, computadores e impressoras. As escolas nas quais estudam os 15 selecionados serão contempladas com laboratórios de informática, compostos por dez microcomputadores e uma impressora, além de livros para a biblioteca. Os municípios de origem dos vencedores receberão selo concedido pelo MEC.





Programa Escrevendo o Futuro

A Olimpíada dá nova dimensão ao programa Escrevendo o Futuro, criado em 2002, pela Fundação Itaú Social, em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec). Neste ano, a iniciativa passa a contar com a parceria do MEC, se transformando em uma política pública de educação, sob coordenação do Governo Federal. Foram realizadas três edições bienais do Escrevendo o Futuro, com mais de 3,5 milhões de alunos inscritos no País. Em 2005, o programa recebeu o Prêmio Top Social, pela Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil (ADVB), e o Prêmio Objetivo de Desenvolvimento do Milênio (ODM), na categoria Organização, que destaca experiências, personalidades e organizações que ajudam o Brasil a avançar nas metas da Organização das Nações Unidas (ONU).



Saiba mais da Fundação Itaú Social



A Fundação Itaú Social, que coordena os investimentos sociais do banco Itaú, tem como atividades centrais a formulação, implantação e disseminação de metodologias voltadas à melhoria de políticas públicas na área da educação e o desenvolvimento de modelos de avaliação de projetos sociais.



Constituída em 2000, a Fundação atua em todo Brasil, sempre em parceria com os governos federal, municipal e estadual, com o setor privado e em conjunto com uma ampla rede de entidades da sociedade civil organizada.



São parceiros na área da educação, por exemplo, o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec), que apóia a Fundação Itaú Social na coordenação técnica dos projetos.



Os programas apoiados e desenvolvidos pelo Itaú Social contribuem para a formação de educadores, o desenvolvimento integral de crianças e jovens, a diminuição da evasão escolar, a conquista de eficiência na gestão das escolas públicas e a adoção de melhores práticas em projetos sociais para otimizar a aplicação de recursos e gerar bons resultados para os públicos atendidos.



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)