Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

07/08/2015 13:26

O que responderam deputados a Manoel Afonso sobre homenagem ao juiz Sérgio Moro

Manoel Afonso
O que responderam deputados a Manoel Afonso sobre homenagem ao juiz Sérgio Moro

OLHA O NÍVEL! Nada contra ele, cordial com o colunista. Mas pela reação usando expressões chulas sobre um comentário no facebook, o deputado Zeca do PT não pode mais criticar o estilo de Puccinelli. Se faltou-lhe tolerância, sobrou acidez.


CLARO, o estilo define o homem público. Collor, FHC e Lula confirmam isso. No caso de Zeca, esperava-se que o fator tempo amainasse sua postura com paciência e grandeza em relação aos discordantes. Política é conviver com as diferenças.


EM VÃO... Perguntei a deputados estaduais de diversos partidos, se teriam coragem de apresentar moção de aplausos ao Juiz Federal Sérgio Moro pela sua atuação na ‘Lava Jato’. Pasmem! Todos se esquivaram com argumentos dúbios, decepcionantes.


A REAÇÃO dos parlamentares confirma o corporativismo na classe política e a tese de que ‘em casa de enforcado não se fala de corda’. Se não bastasse a ‘Lama Asfáltica’, os líderes dos partidos destes deputados estão sob o fio da navalha na ‘Lava Jato’.


CONTRADIÇÃO ‘Esquecem’ os deputados de seus discursos em prol da moralidade nos palanques. É que não contavam de que seus partidos – a exemplo do PT - estariam contaminados pela corrupção, de uma forma ou de outra como se delineia.


OS ELEITORES devem saber: aquele discurso de campanha não coaduna com o que pensam e agem os parlamentares, onde a prioridade é a própria sobrevivência no poder. Como sempre, os políticos apostam na falta de memória do eleitor ‘Jeca Tatu’.


LAMENTÁVEL Nenhum deputado usou a tribuna para elogiar os avanços da Lava Jato, das suas prisões, do dinheiro a ser recuperado e da sua importância no contexto. O assunto mais comentado do país foi ignorado naquela Casa de Leis.


‘PÉROLA’ O deputado Amarildo disse na tribuna de que o PT é vitima de perseguição por tirar da pobreza milhares de brasileiros. É o velho discurso repaginado do ‘rouba mas faz’, que o PT copiou de Paulo Maluf e ampliou com muito sucesso.


CONCLUSÃO Os deputados não tem ouvido o barulho crescente das ruas para não ferir seus interesses pessoais. Se os petistas preservam as suas relações com o Governo Estadual, os peemedebistas não esquecem que Temer é o vice de Dilma. É assim...


DESTAQUES da semana: as críticas do deputado Beto Pereira a André Puccinelli,a abordagem do deputado Barbosinha sobre os ‘mistérios’ dos preços dos combustíveis e a criação da Comissão Parlamentar para acompanhar a ‘ Lama Asfática’.

EMPATE Se uma metade aposta nos desdobramentos da Operação‘Lama Asfáltica’, a outra metade admite que os implicados podem ser beneficiados pelas brechas da lei. Mas uma coisa é certa: por precaução muita gente não fala mais ao telefone.


ZERADA? A corrida eleitoral para 2016 em Campo Grande mudou após o episódio Lama Asfáltica. Fala-se na necessidade de um candidato ‘novo’, livre das mazelas e de grupos. Pura utopia, bobagem pura! Quem não é político não tem cacoete.


HIPÓTESES não faltam. Em baixa, o PT tentaria se aproximar de Bernal e indicar o candidato a vice prefeito; Tereza Naime cortejada por muita gente; Ayasche seria o nome do PTB; o PSDB se afasta do PMDB mas não terá chapa pura na capital.


NOMES A situação de Marquinhos está indefinida; Rose está preservada e tem o aval da política moralizadora de Reinaldo; Bernal não agrega; Ricardo Ayasche ainda é uma incógnita; o PMDB e PT desgastados pela Lama Asfáltica e a Lava Jato.


ALELUIA! O PSDB saindo da toca para protestar contra o Governo Dilma no dia 16 próximo. Pelo cenário, o ato promete superar as manifestações anteriores. No comando do movimento, Marcio Monteiro tem razões de sobra para estar otimista.


LEMBRETE Quem garante um final feliz para Dilma nos próximos meses? Quem tiver papel de destaque nestas movimentações, na capital e com repercussão no interior, poderá até ser beneficiado politicamente. É um espaço a ser ocupado.


ZÉ DIRCEU Sucumbiu, não ergueu mais o punho do orgulho e resistência como da primeira vez. Sua arrogância terá que dar lugar a uma postura humilde nas relações com o carcereiro de plantão. Mais um político corrupto, sem limites na transgressão.


LULA Saindo pela tangente em suas declarações sobre o Zé Dirceu. Imita o discípulo Pedro que negou conhecer Jesus antes que o galo cantasse três vezes. Não vai à Curitiba visitá-lo? Como diria Fernando Gabeira: “o que é isso companheiro!”


A DÚVIDA: Delúbio, Genoíno, João Paulo e Zé Dirceu receberam doações de quase R$ 3 milhões para pagar as multas da Justiça no caso Mensalão. Agora os militantes ( ou militontos?) vão se solidarizar de novo com o rico Zé Dirceu? É esperar.


É A CRISE Se até os supermercados estão demitindo funcionários, é sinal de que a situação atingiu um segmento tido até aqui como intocável. Afinal, a alimentação é prioridade em qualquer sociedade organizada. É o empobrecimento do povo.


PREFEITURAS A Assomassul vem mostrando a situação crítica com a queda na arrecadação e na falta da liberação de verbas federais. No interior, a prefeitura é quase sempre a maior empregadora da cidade. Sem dinheiro, tudo para. É grave!


ZÉ DIRCEU Sucumbiu, não ergueu mais o punho do orgulho e resistência como da primeira vez. Sua arrogância terá que dar lugar a uma postura humilde nas relações com o carcereiro de plantão. Mais um político corrupto, sem limites na transgressão.


LULA Saindo pela tangente em suas declarações sobre o Zé Dirceu. Imita o discípulo Pedro que negou conhecer Jesus antes que o galo cantasse três vezes. Não vai à Curitiba visitá-lo? Como diria Fernando Gabeira: “o que é isso companheiro!”


A DÚVIDA: Delúbio, Genoíno, João Paulo e Zé Dirceu receberam doações de quase R$ 3 milhões para pagar as multas da Justiça no caso Mensalão. Agora os militantes ( ou militontos?) vão se solidarizar de novo com o rico Zé Dirceu? É esperar.


É A CRISE Se até os supermercados estão demitindo funcionários, é sinal de que a situação atingiu um segmento tido até aqui como intocável. Afinal, a alimentação é prioridade em qualquer sociedade organizada. É o empobrecimento do povo.


PREFEITURAS A Assomassul vem mostrando a situação crítica com a queda na arrecadação e na falta da liberação de verbas federais. No interior, a prefeitura é quase sempre a maior empregadora da cidade. Sem dinheiro, tudo para. É grave!


SAIA JUSTA Influenciados por maus conselheiros políticos e sem análise apurada do quadro econômico, os professores da capital insistem numa greve que já ganhou a antipatia da população. Ora! Além de cultura, é preciso ter juízo nestas horas.


“A televisão constrói um país que não é verdadeiro”. ( ator Pedro Cardoso)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)