Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

25/09/2013 17:34

Número de mortos em terremoto no Paquistão passa de 320

Agência Brasil*

Brasília – Pelo menos 328 pessoas morreram e mais de 500 ficaram feridas em decorrência do terremoto de 7,7 graus de magnitude que atingiu ontem (24) a província de Baluquistão, no Sudoeste paquistanês. Seis distritos da província declararam estado de emergência. O Departamento Meteorológico do Paquistão informou hoje (25) que vários tremores secundários, incluindo um de magnitude 5,9 graus, foram registrados após o grande terremoto que atingiu o país.

O porta-voz do governo de Baluquistão, Jan Muhammad Buledi, informou que o distrito de Awaran, epicentro do terremoto, foi a área mais atingida, com 260 pessoas mortos, mais de 300 feridos e centenas de casas destruídas. O vice-comissário da cidade, Rasheed Gadozai, disse que cerca de 280 mil pessoas foram afetadas. As autoridades ainda não conseguiram chegar a algumas áreas do desastre. Estima-se que, nas áreas rurais, 90% das casas tenham sido destruídas e, na zona urbana, entre 40% e 50%.

O distrito de Kech, na mesma província, também foi gravemente afetado, com 43 mortos. Os tremores fortes também causaram danos em Mashkai, onde 25 pessoas morreram. As equipes de resgate têm conseguido retirar dos escombros todas as vítimas do terremoto nas áreas urbanas, disse Buledi. "No entanto, o número de mortos pode subir ainda mais, pois muitas pessoas foram atingidas em áreas distantes da província, onde as equipes de resgate ainda não conseguiram chegar por causa do bloqueio do tráfego rodoviário ocasionado pelo terremoto", acrescentou Buledi.

O porta-voz informou que as operações de resgate têm sido realizadas conjuntamente pelo governo, por militares (aproximadamente 1,6 mil soldados) e por organizações não governamentais (ONGs). Segundo Buledi, as operações podem levar de dois a três dias até serem concluídas.

O governo provincial anunciou que cerca de US$ 1,6 milhões serão gastos com os resgates imediatos e o auxílio às vítimas. Foram enviados dois caminhões com alimentos ao local. O Exército enviou 200 barracas e 7 mil quilos de alimentos. Médicos militares e paramédicos prestam atendimento aos feridos. Seis helicópteros do Exército estão participando do resgate aéreo de pessoas gravemente feridas e transportando-as para hospitais. A Marinha paquistanesa montou um acampamento em Gwadar e enviou um navio com cobertores, barracas, medicamentos, alimentos e água à área atingida pelo terremoto.

* Com informações da agência de notícias chinesa Xinhua
Edição: Nádia Franco

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)