Cassilândia, Quarta-feira, 26 de Abril de 2017

Últimas Notícias

03/05/2013 08:00

Número de mortos em desabamento ultrapassa 500

Renata Giraldi*, Agência Brasil

Brasília – O número de mortos em decorrência do desabamento de um prédio comercial em Dacca, capital de Bangladesh, ultrapassa 500 pessoas. Segundo o Exército, mais 20 corpos foram retirados dos escombros durante a madrugada, elevando o total de vítimas para 501. O edifício Rana Plaza abrigava cinco fábricas de roupas, um banco e um supermercado e desabou no dia 25, registrando o maior acidente trabalhista no país.

Ontem (2), a polícia de Bangladesh prendeu um engenheiro supostamente envolvido na tragédia. Abdur Razzak Khan trabalhou como consultor para o proprietário do Rana Plaza, Mohammed Sohel Rana, e é suspeito de ter acrescentado novos andares ao prédio de forma illegal. Segundo a imprensa do país, Khan foi chamado para inspecionar o prédio quando a estrutura apresentou rachaduras no dia 24 de abril, um dia antes de desabar.

Pelas informações oficiais, aproximadamente 2,4 mil pessoas foram resgatadas com vida do edifício, no qual trabalhavam 3 mil. "O nosso objetivo é realizar a operação o mais depressa possível, mas prudentemente. Há corpos nos escombros", disse o porta-voz das Forças Armadas, Shahinul Islam.

No edifício havia cinco fábricas que produziam roupas para marcas ocidentais, como a espanhola Mango e a irlandesa Primark, que se comprometeu a pagar indenizações às vítimas. O grupo canadense de alimentos Loblaw também anunciou a intenção de prestar ajuda às famílias. O grupo Loblaw distribui a marca de vestuário Joe Fresh.

O governo anunciou um plano de inspeção das fábricas de tecidos e roupas no país, denunciadas por irregularidades. De acordo com um assessor do governo de Bangladesh, uma comissão presidida por um ministro de Estado vai supervisionar a inspeção de todas as fábricas de roupas e verificar se estão dentro da lei.

*Com informações da BBC Brasil.

Edição: Graça Adjuto

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 26 de Abril de 2017
Terça, 25 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)