Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

21/06/2008 07:30

Negociação com Sistema S deve ser concluída até julho

Elaine Patricia Cruz /ABr

São Paulo - O ministro da Educação, Fernando Haddad, disse hoje (20) acreditar que os resultados da negociação entre a sua pasta e o Sistema S sejam concluídas até o final de julho. Ao participar do seminário Novos Caminhos, promovido pelo PT, em São Paulo, ele afirmou que o governo defende o princípio da gratuidade dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema S.


“Não é razoável que a sociedade contribua com mais de R$ 8 bilhões para sustentação desse sistema e o trabalhador de baixa renda ainda tenha que pagar por sua formação profissional. Isso é uma espécie de bitributação. Estamos cobrando duas vezes dos trabalhadores, que já colaboram para a sustentação do sistema com o pagamento de uma contribuição que incide sobre a folha de salário”, disse o ministro.

Haddad assinalou que, apesar de o país ter gerado recorde de emprego com carteira assinada e a arrecadação do Sistema S ter aumentado em conseqüência disso, “o crescimento da receita está sendo acompanhado pela diminuição da gratuidade”.

O Sistema S é sustentado por empresas de médio e grande porte que destinam 1,5% da folha de pagamentos para entidades que prestam atendimento social, como o Serviço Social da Indústria (Sesi) e o Serviço Social do Comércio (Sesc) e 1% para as entidades que promovem cursos de qualificação. A proposta do governo, apresentada no final de março, inverte esses percentuais.

O projeto de lei que o governo pretende enviar modifica a distribuição dos recursos. Atualmente, a verba para o Sistema S é aplicada nos próprios estados nos quais é arrecadada. Com o projeto, os recursos para os serviços de aprendizagem seriam reunidos em cinco fundos nacionais – rural, comercial, industrial, comercial, de transportes e de cooperativismo. O acesso ao dinheiro se basearia no número de alunos matriculados em cursos técnicos gratuitos de nível médio.

Integram o Sistema S, além do Sesi e do Sesc, o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Serviço Social do Transporte (Sest), o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat), o Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) e Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).




Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)