Cassilândia, Sábado, 29 de Fevereiro de 2020

Últimas Notícias

04/02/2020 11:30

Multas milionárias por desmatamento em MS atingem de pecuarista ao Incra

Campo Grande News

 

Os ranking das dez maiores multas aplicadas pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) por desmatamento em Mato Grosso do Sul, de 1995 até o ano passado, traz lista variada de infratores. Além de mineradora e produtores rurais, a relação tem também a superintendência regional do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária). As punições somam R$ 147,3 milhões.

A maior multa por desmatamento no Estado foi aplicada em julho de 2014, ao produtor rural Alessandro Oliveira Leal, em Paranaíba - R$ 26,3 milhões.

Na segunda colocação está a Vetorial Siderurgia, autuada em junho de 2008, na cidade de Ribas do Rio Pardo, em R$ 22,1 milhões.

A “medalha de bronze” no ranking de maiores multados é da Agropecuária Jubran S/A, que recebeu punição fixada em R$ 20,1 milhões por desmatamento em Batayporã, em novembro de 2006.

A MMX, mineradora fundada por Eike Batista, responde por multa de R$ 15,2 milhões apresentada pelo Ibama em junho de 2008, em Corumbá.

A Lobo Agropecuária e Empreendimentos fecha o top-5 de maiores multadas por danos à flora, com R$ 13,9 milhões aplicados em abril de 2009, em Água Clara.

O sexto colocado da lista é também de Água Clara: Francisco Luiz da Silva-ME, punido em R$ 11,4 milhões em junho de 2008.

Campo Grande - Única da Capital entre os dez maiores multados, a Energia Renovada Comércio de Carvão Vegetal também foi autuada em junho de 2008, mas em R$ 11,3 milhões.

De Coxim, o pecuarista Roberto Pedro Tonial foi multado em R$ 10 milhões por desmatamento flagrado pela fiscalização do Ibama em agosto de 2010.

A superintendência do Incra em Mato Grosso do Sul também caiu no pente-fino, condenada à cobrança de R$ 10 milhões por crime ambiental em setembro de 2007, na cidade de Ponta Porã.

Quem fecha o top-10 é a Black Indústria, Importação, Exportação e Comércio de Carvão Vegetal, de Miranda, com multa de R$ 7,3 milhões aplicada em fevereiro de 2013.

Os números são todos do próprio Ibama e foram compilados pelo site De Olho nos Ruralistas.

O portal, que promove observatório do agronegócio no Brasil, enumerou 34 multas por desmatamento acima de R$ 1 milhão em Mato Grosso do Sul, de 1995 até 2019.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 28 de Fevereiro de 2020
10:00
Receita do Dia
Quinta, 27 de Fevereiro de 2020
10:00
Receita do Dia
Quarta, 26 de Fevereiro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)