Cassilândia, Segunda-feira, 26 de Junho de 2017

Últimas Notícias

01/07/2014 08:40

Mulher usou conta da mãe morta para aplicar golpe de R$ 2 milhões

Campo Grande News

A estelionatária Marilda Fátima Kailer de Oliveira, 59 anos, que foi presa segunda-feira (24) em uma fazenda de Rochedo, a 74 quilômetros de Campo Grande, aplicando um golpe de cerca de R$ 2 milhões, usava a conta da mãe, que já faleceu, para depositar o dinheiro.

De acordo com a delegada titular da Dedfaz (Delegacia Especializada de Repressão a Crimes de Defraudações e Falsificações), Ariene Murad, Marilda e o companheiro de golpes, Teodoro Cassiano Cardoso, estão presos e respondem pelo crime de estelionato.

Marilda usava documentos falsos e uma procuração falsa, no nome do proprietário do imóvel, e fazia a venda da propriedade. Ela passava a conta de sua mãe para os “clientes” depositarem os dinheiro da compra.

A Defurv (Delegacia Especializada em Furtos e Roubos de Veículos) começou investigando o caso, pois parte do pagamento do imóvel envolveu veículos, segundo a delegada.

A estelionatária também foi investigada por vários outros casos, mas “não houve indícios suficientes para acusa-la”, explicou Ariene. Ela ainda está sendo investigada pela venda da posse de um imóvel em Mato Grosso do Sul.

A prisão da mulher ocorreu em cumprimento de mandado de prisão expedido pela 1ª Vara Criminal da Capital. Marilda foi encaminhada e está detida no presídio feminino de Campo Grande.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 26 de Junho de 2017
Domingo, 25 de Junho de 2017
15:50
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)