Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/08/2004 09:16

MS recebe hoje prêmio pelo combate ao tabaco

Dourados News

O Ministério da Saúde homenageia anualmente, no Dia Nacional de Combate ao Fumo, as secretarias estaduais e municipais de saúde, unidades de saúde, ambientes de trabalho e escolas que mais se destacaram no desenvolvimento de ações de controle do tabagismo no Brasil.

A cerimônia de entrega do troféu e Certificado de Honra ao Mérito acontecerá hoje no Instituto Nacional de Câncer (Inca) às 9h30 (horário de Brasília), na cidade do Rio de Janeiro. Representando o governo estadual, através da Secretaria de Estado de Saúde, participará do evento a coordenadora do Programa Estadual do Tabagismo, Silvana Fontoura Dorneles.

Em Mato Grosso do Sul desenvolvem-se desde 1999 o módulo do Programa Nacional de Controle do Tabagismo e Outros Fatores de Risco, o programa Saber Saúde que já capacitou para sua execução, 2.413 professores do ensino fundamental, com 29 escolas municipais, 130 estaduais e uma federal cadastradas, atendendo 24.065 crianças e adolescentes nos municípios do Interior e 18.171 da Capital, perfazendo 42.236 atendidas em todo o Estado.

O Dia Nacional de Combate ao Fumo, 29 de agosto, criado através da Lei Federal 7.488, é comemorado no Brasil desde 1986 e tem como principal alvo de comemoração o jovem. No Estado as coordenações de 40 municípios estarão realizando atividades com o objetivo de sensibilizar o jovem para a não-experimentação dos produtos derivados do tabaco e também estimulá-los a parar de fumar.

O tabaco não só empobrece as pessoas que o consomem, como representa enorme ônus financeiro para países em desenvolvimento como o Brasil. O custo do uso do tabaco abrange maiores gastos médicos, perda de produtividade devido à doença e morte prematura, perda de divisas e danos ambientais.

Se continuarem as tendências atuais, cerca de 650 milhões de pessoas morrerão por causa do tabaco, a metade delas em idade produtiva, perdendo de 20 a 25 anos de vida.

O jovem apresenta maior vulnerabilidade para iniciação de uso de drogas em geral. Em relação ao tabagismo, sabe-se que 90% dos fumantes adultos atuais tornaram-se dependentes do fumo até os 19 anos de idade. Nesse sentido, a experimentação tem um papel fundamental no estabelecimento da dependência.

De acordo com o Vigescola, pesquisa realizada em escolas de várias capitais do Brasil, com escolares matriculados na 7ª e 8ª séries do ensino fundamental e 1ª série do ensino médio realizado pelo Inca-MS, pela Secretaria de Vigilância à Saúde e secretarias de Estado de Saúde, nos anos de 2002 e 2003, em Campo Grande, 23% dos estudantes utilizam atualmente algum produto que contém tabaco.

O estudo chama atenção para a idade de experimentação muito precoce em quase todas as capitais. Já no Inquérito Epidemiológico em capitais brasileiras, Campo Grande destacou-se entre as menores prevalências e também apresenta maior índice de pessoas que pararam de fumar, sendo de 58,3%.

Segundo Silvana Dorneles, o jovem é mais suscetível a influências do meio social, tornando-se um alvo perfeito das estratégias de promoção e publicidade dos produtos derivados do tabaco.

Nesse sentido a Secretaria de Estado de Saúde vem desenvolvendo ações de prevenção primária/tabaco, através do programa Saber Saúde nas escolas, do programa Saúde e Coerência, nas unidades de saúde, do programa Prevenção Sempre nos Ambientes de Trabalho e agora também através do Programa de Tratamento do Fumante nas unidades de saúde, todos esses visando reduzir a experimentação e consumo do tabaco em Mato Grosso do Sul.

Flaviane Morandi - SES

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)