Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

29/12/2006 15:40

MS realiza campanha de vacinação contra rubéola

Postos de saúde de todo o Brasil estão em alerta para realizar a vacinação contra rubéola e evitar o surto da doença, que já foi detectada no Rio de Janeiro e em Minas Gerais. As capitais dos dois estados foram as que apresentaram maior número de casos, juntamente com as cidades de Niterói (RJ) e Contagem (MG). No total, foram confirmados 739 casos em 23 municípios fluminenses e 33 mineiros.

De acordo com o coordenador geral de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Ricardo Marins, a principal suspeita é que a doença tenha sido trazida por algum estrangeiro assintomático, ou seja, que tinha a doença, mas sem manifestar nenhum sintoma. “Esse vírus circula na Europa, e muitos países não realizam a vacinação”.

Marins disse que o fato de o vírus não se manifestar em alguns indivíduos é o que mais dificulta o combate à doença. Segundo ele, estima-se que 25% dos indivíduos são assintomáticos. “Essas pessoas podem disseminar o vírus sem saber. Por isso, a nossa preocupação, porque, como são estados que recebem muitos turistas, especialmente, o Rio de Janeiro, as pessoas podem voltar para suas cidades e começar outro surto”, disse.

Os primeiros casos de rubéola foram detectados em julho deste ano. Além da campanha de vacinação, cartazes foram espalhados nos aeroportos, portos e rodoviárias com informações sobre a doença. No entanto, com as festas de fim de ano e férias, as medidas foram ampliadas.

“A recomendação é a vacinação adequada. As crianças devem estar vacinadas. A criança, no seu primeiro ano de vida, deve tomar uma dose e depois na idade pré-escolar. Os adultos e adolescentes, que não tomaram essas vacinas, também devem tomar uma dose para poder se proteger”, afirmou.

Marins lembrou que a vacina só passa a proteger depois de 20 a 30 dias. Segundo ele, quem vai para a região afetada, mesmo que tenha tomado a vacina recentemente, corre o risco de ter a doença.


A rubéola é transmitida pelo ar, e os principais sintomas são febre, manchas avermelhadas pelo corpo e inchaço nos gânglios. A doença não apresenta grandes riscos para um indivíduo adulto ou uma criança. No entanto, o quadro se inverte quando uma mulher grávida se infecta: o vírus ataca o feto e pode causar danos de má-formação como surdez, cegueira e retardo mental.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)