Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

20/02/2008 16:56

MS quer rastreabilidade de bovinos diferenciada

Fernanda Mathias - Campo Grande News

Um grupo composto pela Acrissul, Famasul e Sindicato Rural de Campo Grande, está elaborando proposta diferenciada de rastreabilidade para bovinos de Mato Grosso do Sul. Nesta quinta-feira, às 9 horas, o deputado federal Waldemir Moka estará em Brasília (DF) para compor um grupo de trabalho que conduzirá a questão na Câmara Federal.

Ele afirma que a intenção é que o sistema de rastreabilidade do governo federal observe as peculiaridades dos Estados. Pecuaristas de Mato Grosso do Sul reclamam desde a implantação do primeiro modelo do sistema, há cerca de oito anos, argumentando que a criação é predominantemente extensiva e que fica dispendioso e inviável cumprir o que manda o governo.

“Estamos nessa discussão desde 2000. O Eras (atual sistema de rastreabilidade) tem um sistema de identificação muito complexo assim como é também complexo o acesso ao programa para dar baixa”, diz o presidente da Acrissul, Laucídio Coelho Neto.

Inviável – A rastreabilidade é uma exigência do Mercado Europeu. A Europa aponta falhas no sistema brasileiro e por isso em fevereiro suspendeu as compras de carnes brasileiras. A inspeção que avaliou a rastreabilidade ocorreu no fim do ano passado em vários estados, dentre eles o Mato Grosso do Sul. O Estado tem cerca de 24 milhões de bovinos e não chega a 15% o total que está incluído no Eras.

O deputado Waldemir Moka observa que as exigências feitas pela Europa estão fora da realidade. Isso porque na Europa os rebanhos são pequenos e a implantação de um sistema de identificação é muito menos trabalhosa que em um País como o Brasil, onde as áreas de pecuária são extensas e o boi é criado à pasto. “Acho que o caminho é o Congresso propor uma rastreabilidade que contemple as características regionais”, diz. Moka foi esta tarde para Brasília (DF) acompanhado do presidente do Sindicato Rural de Campo Grande, José Lemos Monteiro, que representará Mato Grosso do Sul na reunião desta quinta-feira.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)