Cassilândia, Sábado, 29 de Abril de 2017

Últimas Notícias

13/09/2005 08:51

MS: Governo quer dobrar área plantada de cana-de-açúcar

Edivaldo Bitencourt

A meta do Governo estadual, com a instalação de usinas de álcool no Pantanal, é dobrar a área plantada de cana-de-açúcar em Mato Grosso do Sul em cinco anos. Polêmico, o Projeto de Lei 170/05, que altera a Lei 328/82, foi publicado na edição do dia 09/09/20005 do Diário Oficial do Estado. O governador José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, enumera as vantagens da proposta, como a geração de 15 mil empregos diretos, elevar a área cultivada de 148 mil hectares para 296 mil hectares até 2010 e obtenção de créditos de carbono (cada tonelada de cultivada de cana-de-açúcar abosrve 220 toneladas de gás carbônico e libera 140 toneladas de oxigênio).

A Frente Parlamentar em Defesa do Pantanal, segundo o deputado estadual Pedro Kemp (PT), é contra a mudança na Lei 328, de 25 de fevereiro de 1982, que proíbe a instalação desses empreendimentos no Pantanal de Mato Grosso do Sul.O Governo alega que pretende permitir a instalação de empreendimentos sucroalcooleiros no planalto da borda ocidental da Bacia São Bento. A altitude será acima de 230 metros.

A linha limitrófe será a serra e a estrada de acesso de Bela Vista a Aquidauana.
O Estado promete criar uma coordenadoria especial na Secretaria Estadual de Meio Ambiente para supervisionar os empreendimentos, evitando riscos de qualquer tipo de poluição, seja de resíduos líquidos, sólido ou gás. O Estado promete ainda promover audiênicias públicas e Estudos e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima).

De acordo com a mensagem de Zeca do PT, a instalação de usinas no Estado começou na década de 70, impulsionada pelo Próalcool. São nove destilarias. As 10 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por ano geram 400 mil toneladas de açúcar, 200 mil metros cúbicos de álcool anidro e 300 mil de álcool hidratado.
A instalação de usinas de álcool no Pantanal será tema de audiência pública prevista para 21 de setembro, a partir das 14h, no Plenário Júlio Maia. O projeto será analisado pelas comissões de Meio Ambiente e de Constituição, JUstiça e Redação antes de ser votado, em primeira discussão, em plenário.


Agência de Notícias do Legislativo - ANL
Edivaldo Bitencourt

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 29 de Abril de 2017
Sexta, 28 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)