Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

13/09/2005 08:51

MS: Governo quer dobrar área plantada de cana-de-açúcar

Edivaldo Bitencourt

A meta do Governo estadual, com a instalação de usinas de álcool no Pantanal, é dobrar a área plantada de cana-de-açúcar em Mato Grosso do Sul em cinco anos. Polêmico, o Projeto de Lei 170/05, que altera a Lei 328/82, foi publicado na edição do dia 09/09/20005 do Diário Oficial do Estado. O governador José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, enumera as vantagens da proposta, como a geração de 15 mil empregos diretos, elevar a área cultivada de 148 mil hectares para 296 mil hectares até 2010 e obtenção de créditos de carbono (cada tonelada de cultivada de cana-de-açúcar abosrve 220 toneladas de gás carbônico e libera 140 toneladas de oxigênio).

A Frente Parlamentar em Defesa do Pantanal, segundo o deputado estadual Pedro Kemp (PT), é contra a mudança na Lei 328, de 25 de fevereiro de 1982, que proíbe a instalação desses empreendimentos no Pantanal de Mato Grosso do Sul.O Governo alega que pretende permitir a instalação de empreendimentos sucroalcooleiros no planalto da borda ocidental da Bacia São Bento. A altitude será acima de 230 metros.

A linha limitrófe será a serra e a estrada de acesso de Bela Vista a Aquidauana.
O Estado promete criar uma coordenadoria especial na Secretaria Estadual de Meio Ambiente para supervisionar os empreendimentos, evitando riscos de qualquer tipo de poluição, seja de resíduos líquidos, sólido ou gás. O Estado promete ainda promover audiênicias públicas e Estudos e Relatório de Impacto Ambiental (EIA/Rima).

De acordo com a mensagem de Zeca do PT, a instalação de usinas no Estado começou na década de 70, impulsionada pelo Próalcool. São nove destilarias. As 10 milhões de toneladas de cana-de-açúcar por ano geram 400 mil toneladas de açúcar, 200 mil metros cúbicos de álcool anidro e 300 mil de álcool hidratado.
A instalação de usinas de álcool no Pantanal será tema de audiência pública prevista para 21 de setembro, a partir das 14h, no Plenário Júlio Maia. O projeto será analisado pelas comissões de Meio Ambiente e de Constituição, JUstiça e Redação antes de ser votado, em primeira discussão, em plenário.


Agência de Notícias do Legislativo - ANL
Edivaldo Bitencourt

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)