Cassilândia, Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

04/11/2014 16:42

MPE dá 15 dias para Vivo melhorar a prestação de serviços

Campo Grande News

A operadora Vivo tem 15 dias para melhorar o serviço de telefonia móvel em Dourados - distante 233 km de Campo Grande, de acordo com determinação da Justiça, em liminar concedida a pedido do MPE/MS (Ministério Público Estadual). Se descumprir a decisão, a empresa pode ser multada em R$ 100 mil por dia.

Conforme a liminar, se a operadora não cumprir com as determinações dentro do prazo também terá que retirar de seu site e qualquer outro meio de comunicação, propagandas da boa qualidade do sinal ofertado aos seus usuários, na região de Dourados. A empresa tem 72 horas para a o cumprimento sob pena diária de R$ 100 mil.

Além disso, a empresa também ficará proibida de comercializar novas linhas de telefonia móvel e/ou novos chips, em Dourados, sob pena de multa diária de R$ 100 mil, caso não cumpra a determinação. A decisão da liminar é da juíza de Direito de Dourados, Larissa Ditzel Cordeiro Amaral.

O Inquérito Civil nº 49/2014, iniciado por força de 95 reclamações de usuários formalizadas junto à Ouvidoria do Ministério Público Estadual, acusam que a Vivo está prestando serviços de má qualidade no município de Dourados, que se traduzem em queda de sinal durante as chamadas, baixo nível de sinal, inexistência e insuficiência do serviço 3G, falha na transmissão de voz, causando prejuízos financeiro, profissional, psicológico e afetivo aos seus consumidores.

Além das reclamações realizadas no MPE, comprovou-se no inquérito civil que os consumidores apresentaram outras 93 reclamações junto à Anatel, no ano de 2014, bem como 3.183 no próprio SAC da Vivo, entre os anos de 2013 e 2014, todas em relação à má qualidade do sinal de telefonia móvel.

O Ministério Público do Estado em sua ação sustentou que a Vivo desrespeita a legislação consumerista e a própria Constituição Federal, menoscabando seus consumidores quando tentam realizar algum tipo de reclamação junto ao serviço de atendimento ao cliente, afirmando que o serviço prestado não tem problemas e é regular.

A Vivo ainda não se manifestou a respeito do pedido. Como a decisão é liminar, ou seja, provisória, pode ser derrubada a qualquer momento.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 20 de Fevereiro de 2017
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 18 de Fevereiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)