Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/09/2004 11:04

MP fiscaliza uso de menores em campanhas eleitorais

Cecília Jorge/ABr

O uso de menores nas campanhas eleitorais está sendo alvo de fiscalização pelo Ministério Público do Trabalho. A procuradora do Trabalho de São Paulo Marisa Mazotti disse que alguns candidatos têm usado menores para a distribuição de panfletos, os chamados “santinhos”.

Segundo ela, o Ministério Público do Trabalho decidiu expedir notificações de recomendação a todos os partidos políticos para evitar essa prática. “Eu acredito que o candidato que se utiliza da mão-de-obra de criança e de adolescente está fazendo uma propaganda contra ele próprio, porque ele está indo na contramão de toda a legislação não só nacional como internacional”, disse a procuradora, em entrevista ao programa Revista Brasil, da Rádio Nacional AM.

A distribuição de panfletos, seja de propaganda política ou comercial, não pode ser feita por menores porque, explicou Marisa Mazotti, é considerada uma atividade prejudicial ao desenvolvimento das crianças e adolescentes.

“A partir dos 14 anos, desde que seja um contrato de aprendizagem, o adolescente poderá trabalhar com todos os direitos assegurados. De outra forma, a nossa legislação só permite o trabalho do adolescente a partir dos 16 anos e veda o trabalho noturno, perigoso, insalubre e em qualquer condição prejudicial ao desenvolvimento físico e moral desse adolescente”, explicou a procuradora.

Nesses casos, uma das medidas, segundo a procuradora, é acionar o Conselho Tutelar para entrar em contato com a família e fazer um acompanhamento da criança ou adolescente. O candidato e a empresa que contratarem um menor poderão responder a processo judicial.

A procuradora afirmou que a população pode denunciar o uso de menores de idade em campanhas políticas diretamente ao Ministério Público do Trabalho. “Inclusive, encaminhando esse panfleto para que possamos localizar a empresa”, sugeriu.

Marisa Mazotti disse que a legislação permite que o adolescente trabalhe, a partir dos 14 anos, desde que a atividade tenha caráter de profissionalização. Para isso, é preciso que seja feito um contrato de aprendizagem.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)